Acessórios e Pintura Tutoriais 

Utilizando Tinta Acrilex para pintar kits

 A maioria dos modelistas encontra dificuldades para comprar tintas especializadas para o  hobby, não apenas em relação à disponibilidade de cores, mas também em relação às marcas, pois muitas são importadas e encontradas apenas em lojas do ramo.

Algumas cidades simplesmente não têm  lojas especializadas e apesar da variedade de lojas encontradas pelo mundo todo através da Internet, importar tais tintas pode fazer com que o “molho saia mais caro que o peixe”.

 Quando encontramos a cor necessária para finalizar nosso modelo, o frete é demasiado caro para pedir somente um pote de tinta e às vezes no momento da compra de um novo kit ou ferramenta, acabamos esquecendo de comprar aquele pote de tinta que faltava para finalizar um modelo na bancada…

 Para resolver ou amenizar esse tipo de situação, alguns modelistas utilizam tintas a base de LACA NITROCELULOSE (DUCO) ou também conhecida como Tinta automotiva. Nesse segmento de tinta automotiva (ou “AUTOMORTIFERA”, apelido “carinhosamente” dado pela minha esposa…) é fácil achar uma cor que se deseja, devido à grande variedade de cores e de casas especializadas.

Mesmo que você não encontre a cor da tinta que procura é possível encomendá-la, porém, para encomendas algumas lojas exigem uma quantidade mínima (geralmente 900 ml), ou seja, tinta muito além da nossa necessidade, e acabamos perdendo dinheiro, pois a tinta acaba estragando.

Outro problema das tintas DUCO é o forte cheiro e a necessidade de diluição com solvente, (que é tóxico, por isso o apelido “carinhoso” dado pela minha esposa)  sua utilização exige ambientes bem ventilados, além de equipamento de  de proteção individual (EPI).

 Diante destes problemas com as tintas DUCO, muitos modelistas usam como alternativa a tinta ACRILEX acrílica, facilmente encontrada em papelarias e lojas de artesanato,  o preço médio é de R$ 2,00 o pote de 37 ml.

De fácil diluição com água (da torneira mesmo) ou com álcool comum, ela tem uma boa variedade de cores, mas para artesanato, no nosso caso que utilizamos cores específicas para os padrões militares existe a necessidade de fazer algumas misturas para se chegar ao tom de cor desejado, mas nada que impeça sua utilização. Uma  outra grande vantagem desta tinta é que ela é atóxica (minha esposa adora!!!).

O site Plastidicas, publicou uma tabela de referêcia e de mistura de cores muito útil, vejam aqui

 Eu participo de vários fóruns de modelismo na Internet, e já li tópicos com discussões ferrenhas sobre a qualidade e acabamento destas tintas. As reclamações são muitas como alguns dizendo que o modelo fica bom, mas não ótimo; que não se pode chegar perto da tinta que ela solta sozinha; que é de difícil diluição,  dentre vários outros motivos.

Entratento já obtive ótimos resultados com ACRILEX, e só encontrei como problema (ou preguiça mesmo) a dificuldade em obter o tom desejado na mistura da cor, mas isso vai do conhecimento e da experiência do modelista, afinal só nos desenvolvemos no hobby por meio da prática e troca de informações.

 Temos aqui exemplos de ótimos kits pintados com ACRILEX:

– Modelo: Chevrolet 1941 – 4 x 2
– Versão: Aussie (australiana) – Deserto
– Escala: 1/35
– Marca: Panzer Resin Models
– Pintura toda em Acrilex, mascaramento feito com massa Pritt Tak, weatering com giz pastel, cheaping através do método do pincel, com Acrilex e verniz Acrilex fosco para selar o kit.
– Modelista:  Fernando Zavarelli

– Modelo: Ford Wasserlastwagen
– Versão 1938
– Escala: 1/35
– Marca: Panzer Resin Models
– Panzer Grey feito com Acrilex fosca, preto branco e azul, wash com óleos Acrilex, poeira feita com Acrilex bem diluída, aplicada com aerógrafo e verniz fosco Acrilex no acabamento.
– Modelista:  Fernando Zavarelli

 

– Modelo: Jeep M38A1
– Versão Exército, Alemanha – 1960 – Guerra Fria
– Escala: 1/35
– Marca: AFV
– Olive drab feito com Acrilex amarela, preta e vermelha, wash com óleo Acrilex e verniz Acrilex fosco selando o kit
– Modelista: Fernando Zavarelli

– Modelo: Fieseler Storch
– Versão Afrika Korps
– Escala: 1/72
– Marca: Academy
– Pintura toda executada com tintas Acrilex, wash com tinta a óleo Acrilex e verniz fosco Acrilex finalizando.
– Modelista:  Fernando Zavarelli

– Modelo: Hawker Tempest Mk V
– Versão Pierre Cloisterman
– Escala: 1/72
– Marca: Heller
– Todas as cores feitas com Acrilex, mascaramento feito com papel, wash com óleos Acrilex e verniz Acrilex fechando o kit.
– Modelista: Fernando Zavarelli

 Diante desses argumentos com a tinta ACRILEX, resolvi montar um kit (251/1 Austin)  utilizando o máximo possível de cores ACRILEX. Fiquem ligados que em breve vou postar aqui o passo a passo da montagem.

Gostaria de mostrar pra vocês um artigo que um amigo me enviou o Audren “Dbó” de Oliveira, ele tem bastante experiência no assunto e achei legal transcrever aqui pra vocês algumas dicas que ele me passou por e-mail.

Esta Flak 88, foi muito premiada ano passado, mostrando que as Tintas Acrilex não perdem em nada para o acabamento das importadas,  com vocês o “Dbó” explicando como pintou esta Flak e também dando umas dicas de como pintar cores metalizadas com acrilex.

” O kit da Da flak é este aqui, como pode ver é da Dragon, e optei por fazer a versão Flak 36 (o kit permite fazer a Flak 18 também), a escala é 1:35.

Flak Premiada
 
A pintura foi o seguinte, depois de todas as partes prontas, mais não montadas pra facilitar a pintura, apliquei duas demãos de Primer p/ PET e Metais da acrilex, diluído com vidrex (não sei as proporções, já q faço as diluições no “sentimento”), com a adição de corante xadrez (aquele de pintar parede, líquido) só pra contrastar com o cinza do plástico, já q a pintura também é em tom de cinza.
 
Depois de secar de um dia pro outro em estufa, preparei a cor base, que foi feita a partir de um tom claro de cinza (tipo aircraft gray), obviamente oriundo da mistura de branco e preto. Logo em seguida fui acrescentando gota a gota (que por burrice não contei), azul turqueza. Ficou muito azulão então acrescentei mais preto, escureceu demais… um pouco mais de branco, e mais um pouco, e mais num pouco, e faltou um pouco de azul. Então eu peguei azul céu, e dei uma gota de corante xadrez preto, misturei a outra mistura e voilá!!!!
 
Em seguida a camuflagem foi feita seguindo o desenho da tampa da caixa com referência, a mão livre, com o meu aerógrafo de então (um Badger 350, mistura externa e agulha média), por isso não ficou tão boa quanto eu queria, a tinta foi um mix, feito mais ou menos 75% branco 25 % primer-puro, o que melhorou a cobertura do branco.
Minhas tintas são criadas assim, sem fórmulas ou receitas, é no olhômetro, e na hora que eu acho que ficou legal dilúo, e no caso foi com vidrex. Todas eram acrílicas foscas. Apliquei três demãos, apliquei os decais CMM (Como Manda o Manual, ou seja, sem ajuda de nada).
Depois apliquei uma demão 50/50 de verniz acrilico fosco e brilhante, pra selar e fiz uns dois ou três washes de preto (tinta óleo com ecosolv)  mais ralo no kit todo, seeguido por um feito de Burnt sienna em locais específicos, mais sujeitos a ferrugem. Também fiz um wash de Raw Umber em locais sujeitos a sujeira de modo geral. Depois de cada wash, o kit passava um período de cerca de doze horas na estufa.
 
Depois de ficar “cozinhando” na estufa por três dias (pra secar mesmo!), fiz as manchas e os escorridos (de sujeira e ferrugem) com giz pastel, usando marrom, preto, branco, cinza e “cerâmica”. Ás vezes puros, outros combinados, em agulns locais fazendo camadas e sobre camadas até alcançar o efeito que eu queria.
 
E Finalmente, um verniz fosco pra selar tudo. E foi só isso tudo ! 

Agora saindo do assunto da Flak, gostaria de dar mais uma dica, desta vez sobre tintas

 Procurei por muito tempo uma tinta em tom metálico (nacional) que me desse aquele “filling”, de estar olhando realmente para metal, as tintas da marca Hobby Cores  que eu tinha, me pareciam meio “arenosas” e ficavam devendo.

Testei Tamyia, Gato Preto, Acrilex acrílica em bisnaga, Metal Colors (acrilex) e até Spray (colorgin), mais não fiquei satisfeito. Foi aí que resolvi fazer mais um teste com esta tinta . E fiquei bastante surpreso, ela cobre super bem, o pigmento é muito, muito fino, a aderência é exelente e a resistência a abrasão é muito maior do que as acrílicas.

Podem ser diluídas com ecosolv e são fáceis de limpar. Já as de cores comuns não têm boa cobertura, e nescessitam muitas demãos. Para as tonalidades clear, tenho usado esta outra tinta, tem uma variedade de cores grande, e além das luzes de navegação, são ótimos para fazer vidros blindados ou visores infra vermelho.

Todas têm um acabamento de alto brilho e bem, bem lisinho, aí também o verniz (incolor). Na hora de fosquear as coisas tenho usado este verniz. Só tem de tomar cuidado pois ele fosqueia mesmo, tem de diluir muito mesmo (pra aplicar duas demãos) com ecosolv e é bom também acrescentar (bem pouquinho) de verniz brilhante pra quebrar um pouco, pois ele fosquiea pra valer.

Digo para diluir com ecosolv pois ele tem cheiro muito mais fraco do que o solvente comum, mais não é obrigatório.

Algumas fotos do acamento que é possível conseguir com estas tintas

Bom pessoal, as dicas do Audren “Dbó” foram muito úteis,  façam um teste e tirem suas conclusões, eu gostei e muito !

E isso aí, aguardem meu tutorial de montagem completo usando a acrilex, e até a próxima !

André Eigenheer

 

 

 

 

 

Nota do Spruemaster

Particularmente não utilizo tintas Acrilex, e não as recomendo para os iniciantes devido a algumas dificuldades de uso como por exemplo a diluição e obtenção de mistura de cores. Claro que são possíveis de utilizar, entretanto existem tintas próprias para modelismo, como Tamiya, Gunze, Vallejo, Hataka, AK-Interactive entre muitas outras que são mais fáceis de obter o ponto de diluição, já vem com as cores prontas, etc.

Para dúvidas relacionadas ao uso de tintas Acrilex, por favor entre em contato com ou autor do artigo, visitando seu blog. Clique aqui.

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

45 Thoughts to “Utilizando Tinta Acrilex para pintar kits”

  1. João Meireles

    Olá Lucas.
    Primeiramente, parabéns pelo post.
    Me ajudou com algumas informações que precisava sobre as Acrilex.

    Estou me iniciando agora no mundo do plastimodelismo. Adquiri recentemente um modelo da Millenium Falcon 1/144, da Bandai.
    Pelo fato de não termos lojas de plastimodelismo em João Pessoa, e pelo custo de comprar tintas fora daqui, creio que vou optar pelas tintas da Acrilex.

    Pesquisando a respeito em fóruns, vi que muita gente comenta que são tintas difíceis de pintar diretamente no modelo pelo fato de não se fixarem facilmente ao modelo. E que por isso, o mais recomendado seria a aplicação de primer.
    Qual a sua opinião a respeito? Pintar diretamente no modelo, ou aplicar primer?
    E se utilizar o primer, qual marca você recomendaria?

    1. Oi João tudo bem?

      Essa questão de tintas é um tanto controversa, o que eu posso te afirmar é que não existe uma tinta ou maneira de usar definitiva para o hobby, sempre digo que a melhor tinta é a que melhor você se adapta, não vá na conversa desse pessoal de que tinta X é melhor do Y, experimente por você mesmo e use aquela que você achar melhor.

      Como você é iniciante e pediu minha opinião, vou dar a MINHA opinião pessoal. Quando iniciei no hobby eu usava tintas Humbrol, que eram excelentes no pincel, pois não tinha grana para o aerógrafo. Na época não existia essa acrilex acrílica que o pessoal usa atualmente.

      Eu já tentei usar a acrilex, e o ponto de diluição, ar e tinta é bem delicado de encontrar o ideal, particularmente não me adaptei a acha, e na MINHA opinião eu não recomendaria esta tinta para quem está iniciando justamente por esta dificuldade.

      Você está com um kit excelente em mãos, eu recomendo você usar tintas Gunze ou Tamiya acrílicas, você dilui elas no álcool ispopropílico e são muito fáceis de usar, depois que você tiver uma certa experiência no aerógrafo você pode testar as Acrilex.

      Claro, essa é a MINHA opinião ok?

      Plastiabraço e boas montagens!

    2. Luiz Freitas

      Amigo João Meireles, sou de João Pessoa também, você conseguiu aqui essas tintas, estou voltando ao hobby e esta semana fiz uma busca pela cidade e nada encontrei…..

  2. Cassiano jana

    Boa noite…Gostaria de saber se a tinta Acrilex pode ser utilizada em qq miniatura de metal,e qual base posso aplicar antes da pintura?? Obrigado

    1. Boa noite Cassiano,

      Particularmente não gosto de acrilex para uso com pincel, no quesito figuras a melhor tinta para pintar são as Vallejo.

      Plastiabraços!

  3. Marcos Verardino

    Amigo estou tentando usar acrilex para pintar um piper PA-18, mas não estou conseguindo a diluição correta para o aerografo, com água não adere ao plastico, com alcool cria grumos, oque eu uso para diluir?

    1. Bom dia Marcos,

      Eu não tenho experiência com esse tipo de tipo de tinta, mas o André, que escreveu este artigo, diz o seguinte no artigo:

      “A pintura foi o seguinte, depois de todas as partes prontas, mais não montadas pra facilitar a pintura, apliquei duas demãos de Primer p/ PET e Metais da acrilex, diluído com vidrex (não sei as proporções, já q faço as diluições no “sentimento”)”

      Acredito que talvez possa tentar usando “vidrex”.

      Plastiabraços e boas montagens!!!

    2. Marco

      com agua tem que saber a tecnica cobertura de tintas diluidas na agua. tem que mandar muito ar e pouca tinta em varias demaos BEM finas para nao escorrer, aguandando secar entre uma e outra demao ou usando o secador de cabelos para acelerar a secagem
      formou grumos porque voce colocou alcool isopropilico e ele derrete o pigmento das verdadeiramente acrilicas (Acrilex e Revell), usa alcool etilico.
      as outras tintas resistem ao alcool iso ou thinner porque no fun do sao automotivas, sao resinas acrilicas/poliester (Tamiya e Gunze Mr Hobby) ou laca nitrocelulose/duco (Gunze Mr Color).

  4. Affonso Parpinelli

    Olá Lucas. Muito bacana seu topico!
    Sou modelista, mas faço customs em miniaturas de zamac. Por problemas de cheiro forte devido aos solventes de tintas poliester e PU (thiner) dentro o apartamento, vou tentar pintar alguns modelos de caminhão que tenho com tinta acrilex utilizando diluição com limpa vidros transparente (vidrex). como se trata de caminhão, diferente dos veiculos militares, necessito de brilho, portanto vou utilizar vernix acrilico Actrilex brilhante. Antes da pintura vou aplicar Primer Acrilex à base de água.
    Bom, a minha pergunta: posso utilizar vidrex como diluente tanto no primer, quanto na tinta e no verniz, sendo estes todos Actrilex à base de água?
    Muito obrigado por compartilhar seus conhecimentos e muito bacana seus trabalhos! Parabéns!

    1. Oi Affonso,

      Tenho o mesmo problema que você, mas parti para usar as tintas próprias do modelismo, no meu caso utilizo as tintas acrílicas Gunze, Testors e Tamiya, são excelentes e praticamente não possuem cheiro, pois são a base de água (aqui no Blog já publiquei um tutorial sobre elas).

      Quem escreveu este artigo sobre as acrilex foi o Fernando, ele é expert no uso delas, eu mesmo não as utilizo. Quanto a usar vidrex como solvente, sei de muita gente usa e diz que dá certo, mas particularmente eu simplesmente não consigo aceitar usar sabão como solvente de tinta rsrsr.

      Faça o teste, mas minha recomendação é que também teste as tintas próprias para o modelismo. Já escrevi um artigo extenso sobre isso também aqui no Blog.

      Plastiabraços e boa pintura!

  5. Milton Wojahn

    A tinta da marca acrilex é a mesma usada para tecido?

    1. A mesma marca Milton, aqui no blog tem alguns outros tutoriais esta tinta…

      Plastiabraço,

  6. andymath

    Olá, eu gostaria de saber se alguém já tentou misturar acrílicas de artesanato com acrílicas como Mr Hobby Aqueous ou Tamiya e se funcionou OK. Neste caso, essas tintas funcionam bem sendo diluídas com Vidrex ou Bravo Flash?
    Mais uma perguntinha (sou noob, ‘-’): no caso de diluir uma acrílica com Bravo Flash, há alguma reação caso a pessoa utilize o BF para cobrir o trabalho? (claro que a tinta já estaria seca neste estágio; tenho medo de a cera reagir nesta situação)
    Desde já, agradeço.

    1. Oi Andy,

      Certamente estas tintas não irão se misturar, cada uma tem uma composição completamente diferente.

      Quanto a diluir a tinta com Vidrex ou Bravo Flash eu não recomendaria, pois estes não são solventes de tintas. O Vidrex é um sabão e o Brilho fácil é uma cera, sei que muita gente usa, mas sinceramente existem produtos próprios para o modelismo que irão lhe garantir uma utilização muito mais simples que muitas vezes o pessoal se esquece de recomendar para os iniciantes.

      Lhe garanto que os fabricantes não gastaram tempo (e dinheiro) desenvolvimento uma tinta para que a utilizássemos diluindo com sabão 😉 Procure aqui no blog que já escrevi alguns artigos falando de tintas acrílicas.

      Quem escreveu este artigo sobre a Acrilex foi o Nando_Z, ele entende bem destas tintas, eu não as utilizo e não poderei lhe ajudar. Clique na foto dele e você conseguirá enviar um e-mail para ele com suas questões.

      plastiabraço,

  7. Joao Carlos

    Muito interessante este tópico. Gostei muito de saber que dá para utilizar acrilex para pintar miniaturas, visto que onde moro é mais fácil de encontrar esse tipo de tinta.
    Só tenho uma dúvida.
    Tenhos dois modelos da Revell, uma Ferrari F2007 e uma BMW Sauber F1 Team, que ganhei de natal da minha noiva e gostaria de saber se posso usar esse acrilex para pintar esses modelos, já que diferente de modelos militares os formula 1 possuem um brilho grande pois o que me incomoda é como vou fazer para dar brilho nos modelos.
    Abraços

    1. Oi João Carlos,

      Eu acredito que o acabamento para pintura de automóveis seja melhor com tinta automotiva ou as próprias para o modelismo, a acrilex especificamente para isso não lhe dará o resultado desejado.

      Plastiabraços!

  8. Andre

    Caro,

    Boa noite.
    Eu sempre uso a tina acrílica mate da Acrilex, tenho bons resultados.
    Usar com alcool funciona também?

    Ats,

    Andre

    1. Oi Andre, eu não utilizo estas tintas, mas já ouvi dizer que o pessoal dilui ela bem com veja Vidrex.

      Plastiabraço!

  9. Romulo Mancin

    Opa, cara, queria agradecer pelos esclarecidos posts sobre pintura em plástico. Eu não sou um modelista, minha queda é mais pela pintura de máscaras de Hockey (em específico as do Jason Vorhees, sim, o assassino dos filmes) E ja vi vários videos no youtube onde gringos usam variados tipos de tintas e vernizes que não faço ideia de quais comprar por aqui.

    Enfim, queria agradecer pois esses posts me ajudaram a entender a forma como essas tintas específicas aderem ao plástico. Um abração. =)

    1. Bom dia Romulo,

      Muito obrigado pelos elogios, fico contente em saber que gostou do conteúdo do Blog.

      Um grande plastiabraço e boas pinturas!

  10. DFeres

    Estou entrando no Hobby agora e não pretendo gastar muito dinheiro a principio, e estava querendo usar as tintas Acrilex, mas vi algumas pessoas falando que as tintas foscas dificultam a aplicação do decal, visto que as recomendadas para o hobby são justamente as foscas, isso não vai atrapalhar a colocação dos mesmos ainda mais por um iniciante?

    1. Oi DFeres, dê uma olhada na área de Downloads do blog, lá tem um curso de plastimodelismo e você poderá tirar muitas das suas dúvidas 😉

  11. Edival Pimentel

    Meu amigo vi os comentarios e gostaria de saber se voce tem uma sugestão de kit de tinta pra me indicar, e tambem massa rapida e verniz dos quais voce usa.
    obrigado.
    Edival.

    1. Oi Edival,

      Eu não uso tintas acrilex, uso apenas as acrílicas Gunze ou Tamyiya. Verniz também das mesmas marcas.

      Dê uma olhada na seção de tutoriais aqui do blog que tem a alguns posts onde eu explico como usar estes materiais.

      Também na área de downloads tem um curso de plastimodelismo para baixar, vale a pena dar uma lida 😉

      é isso aí, plastiabraço!

      Lucas

  12. Francisco Eugenio

    Lucas,
    Perdao a ignorancia, mas essa tinta acrilex a qual voce se refere é aquela de pintar tecidos ou é esse esmalte vitral?

    Grato,
    Francisco

    1. Oi Francisco,

      A acrilex que o pessoal usa é a acrílica, de tampa verde.

      Plastiabraço!

  13. Gustavo

    Boa tarde, voce ja me ajudou anteriormente com umas dicas e agradeço desde ja…

    Uma duvida utilizei pela 1 vez tinta poliéster automotiva em uma figura, mas a base fiz com acrilex mesmo, imitando rocha…

    Vou colar a figura na base, porem posso passar verniz automotivo nas duas peças mesmo a base tendo tinta da acrilex? (ja passei um verniz da acrilex na base)

    Ou seria prudente eu passar o verniz automotivo so na figura (pintada com tinta automotiva poliester) e depois colar na base?

    E parabéns pelo trabalho/blog

    1. Oi Gustavo,

      Obrigado pelos elogios, fico sempre contente em saber que o trabalho com o blog agrada 😀

      Quanto à sua dúvida eu sugiro não misturar as coisas, veniz acrilex sob tinta acrilex, veniz vinílico sob tinta vinílica, e assim por diante. Porque há sempre a possibilidade de um tipo de produto reagir com o outro e aí será um trabalho perdido…

      Qualquer coisa é só chamar!

      Plastiabraço,

  14. Diogo

    Olá cavalheiros, só pra acrescentar, antes de comprar a tinta da Acrilex (por sinal muito boa), pesquisem a cor(es) do seu modelo para não errar na tonalidade, exemplo, para o Amarelo Camel usem a cor 302 acrílica em bisnaga “Amarelo Escuro”, para o Azul Mica da Subaru use o Acrílico em bisnaga 308 “Azul Cobalto”.
    Espero ter ajudado!

  15. Wagner

    Lindo trabalho… Eu literalmente brincava de montar aviaozinho ha 30 anos atras. Agora quero reiniciar com meu filho, de modo mais profissional. Podeira me indicar um kit basico de ferramentas e colas, alguma loja online, e se possivel um bom site de orientacoes aobre como montar um modelo? Parabens!

    1. Oi Wagner, obrigado pelo comentário.

      É bem fácil de encontrar os kits, clique no logotipo da Loja Nova Mania Hobby, a única loja brasileira que patrocina o Blog 😉 dê uma olhada nos produtos deles, com certeza encontrará algo.

      Quanto ao tutorial, aqui no mesmo no blog, na área de downloads (veja no meu do blog) há um curso básico de plastimodelismo totalmente em português.

      É isso aí, qualquer dúvida é só chamar.

      Plastiabraço!

  16. Ligia

    Bom dia! Estou pensando em comprar pro meu marido um kit Tamiya para montar uma réplica de um carro de fórmula 1. Nesses casos a tinta Acrilex serve também? Porque no site da Tamiya não tem todas as cores que eu teria que comprar pra ele poder pintar o kit.

    Obrigada!

    1. Oi Lígia, obrigado pelo seu comentário.

      Acho complicado responder para você assim de pronto, pois eu não monto automóveis e também não utilizo as tintas acrilex, mas o pessoal que eu conheço que monta kits de carros geralmente usam dois tipos de tinta: as automotivas (com aerógrafo) ou as Tamiya mesmo (spray ou de potinho).

      Eu particularmente nunca vi kit de automóveis pintados com Acrilex.

      Parabéns pela iniciativa de presentear o seu marido, nos hobbystas sempre esperamos este tipo de presente de nossas esposas/namoradas…

      No Brasil existe uma loja representante da Tamiya, dê uma procurada com eles que possivelmente eles devem ter as cores que precisa.

      Até mais!

  17. manoel g.

    Quando o Dbó diz que fez “washes de preto (tinta óleo com ecosolv)”, será que ele não estaria se referindo a esmalte sintético?

    Há uma tinta em que está escrito “tinta a óleo” na embalagem, normalmente usada para pintar paredes, portas, etc. Mas é um tipo de tinta muito antiga, nunca ouvi falar de usar isso em modelismo.

    Há alguns anos atrás eu descobri – com espanto – que, no Rio de Janeiro, muitas pessoas chamam o “esmalte sintético” (na embalagem está escrito apenas isso, esmalte sintético, exemplo, Coralit) de “tinta a óleo”.

    1. Manoel,

      O wash de tinta a óleo (diluída com ecolsol) refere-se a tinta óleo usada para pintar quadros, daquelas de bisnagas. Que aliás é uma técnica bastante comum entre os modelistas.

      Quanto a essa designação da tinta no rio de janeiro realmente é bastante curiosa ! eu também não conhecia !!

      Plastiabraços !!!

  18. Rogerio Paiva

    Detalhe que o helicóptero da foto está secando em cima de uma mamadeira… Paizão! rsrsrsrsrs Amigo, tenho uma dúvida. O verniz acrílico, após seco, continua solúvel em água? Minha preocupação é como limpar o modelo após a pintura.

    1. hahhaa nem tinha reparado no lance da mamadeira ! 😀

      Quanto a sua dúvida não saberei te responder, pois embora eu utilize este verniz geralmente eu limpo os kits (removo a poeira) somente usando um pincel bem macio (daqueles de maquiagem)…

      Faça um teste em um kit velho, acho que só assim pra saber 😉

      Plastiabraço !

  19. Marcelo

    Eu utilizo para diluir soro fisiol´´ogico também, principalmente o primer da acrilex, que é bem grosso. Assim ele não decanta tão rápido durante os trabalhos no meu aerógrafo, que é de ação simples e copo!

  20. Wesley

    Posso utilizar a tinta acrilex tranquilamente no aerografo?
    A diluição de 50% de tinta para 50% de alcool é uma boa opção?

    1. Wesley:

      A utilização de tintas é uma coisa quase pessoal. Muitas variáveis influenciam no bom funcionamento delas e o que dá certo para um modelista, é um desastre na mão de outro. Mas vamos lá.

      Eu só uso água pra diluir as Acrilex. E elas vão muito bem no aerógrafo, sim.

      Outros modelistas usam álcool e outros vidrex. Alguns ainda usam cera brilho fácil. Então o que eu recomendo pra você é uma coisa só: TESTE !!!

      Um detalhe das Acrilex é que cada cor tem sua capacidade de cobertura. Por exemplo, opreto cobre muito bem e muito fácil. O branco, exatamente o oposto. E isso varia, acho que, por causa de cada pigmento.

      Mas como elas são baratas, dá pra gente testar sem sentir muito no bolso. Mas pela minha experiência, para o aerógrafo, umas 2 partes de solvente para uma de tinta. Observe como a tinta é grossa no pote.

      Não use pressão muito alta, procure trabalhar entre 10 e 15 libras, que está bom demais.

      E veja a tabela que publiquei recentemente, onde existem algumas fórmulas de cores.

      E qualuqer coisa, nos acione.

      Abraços.

  21. Olá. Já existe versão mais nova do meu programa.
    Acompanhe no link abaixo.

    http://www.plastimodelismo.org/bbs/viewtopic.php?f=37&t=2291

    1. Obrigado Galttar !

      Com certeza será útil para o pessoal que usa acrilex, obrigado por compartilhar !!

      Plastiabraços,

  22. Mateus

    Também uso acrilex, dos feras do modelismo desenvolveram um software para gerar a formula de qualquer cor que você queira usar com as acrilex. Bastando usar as cores primárias.

    O software está disponível no plastimodelismo.org acesse os megas tópicos e está la disponível sob o título de Alquimia das cores.

    O download está aqui:

    http://www.4shared.com/file/aP7hEBNY/ColorPick_1_5.html

  23. Israel Sanches

    Oloco… babei no Flak 16… muito bom…
    Quem fez, manja muito.
    Aew lucão, muito 10.
    Parabéns pro André também…

    1. Valeu Garoto 😀

      Olha, esses caras ai são muito bons, eu nunca consegui usar a acrilex desse jeito ai 😀 😀 Parabéns pra eles 😀

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.