Acessórios e Pintura Tutoriais 

Misturando Tintas Acrilex:Fazendo a cor Panzer Grey

Mais um artigo do colaborador oficial do SprueMaster Fernando “Nando-z” Zavarelli, desta vez ele ensina a fazer a cor Panzer Grey utilizando tinta acrilex.

Espero que gostem !

 Lucas Rizzi

***************************************

Muito bem. Todos sabemos que discutir cores é a mesma coisa que discutir o sexo dos anjos ou a cor da calcinha da Madre Teresa. A briga fica cada vez maior e todo mundo acha que saiu perdendo. Ou ganhando. Mas mesmo assim a gente sempre entra nessas discussões.  Então, vamos começar mais uma!

O panzer grey, ou german grey, ou german field grey, ou dunkelgrau, oficialmente conhecido como RAL 7021, foi a cor padrão dos veículos alemães de 1928 (algumas referências citam o ano de 1935), incluindo aí blindados, caminhões, motos, carros, etc…  Isso durou até o final de 1942 (fontes falam no começo de 1943), onde o panzer grey foi substituído pelo dark yellow, ou dunkelgelb, oficialmente RAL 7028. Pra que quiser ver um pouco mais da tabela RAL, este é um endereço útil.

 Bem, mas afinal, como podemos definir panzer grey? Apenas um cinza médio? Um cinza escuro? Na minha opinião, por tudo o que venho aprendendo nestes anos de modelismo, o panzer grey é um cinza azulado, variando do médio para o escuro, mas notadamente azulado.

Pronto, vai começar a discussão…

Pelas pesquisas que fiz, as variações se devem apenas à diluição que cada fábrica fazia da tinta “oficial”. Ainda não estamos discutindo aqui o uso do veículo, a ação do tempo e dos elementos, etc. Apenas a pintura original. Para nós, modelistas, existem várias marcas de tintas, que produzem vários tons diferentes do panzer grey, sendo que nenhum deles está errado, como podemos avaliar nos “chips” de cores a seguir. Ah, não vou citar marcas.

 

 E a pergunta cai como um tijolo em nossa cabeça: – afinal, qual a cor correta ?

Bom, acho que a resposta para essa pergunta é simples: a interpretação e a pesquisa feita pelo modelista antes ou durante a montagem do kit. Para ilustrar isso, coloco essas duas fotos. A primeira de um Panzer I, pintado com um tom bastante claro e em seguida um Horsch em um tom bem escuro.

 Não estão bonitos e muito bem acabados? Então…

E uma técnica de pintura bastante difundida é a de se usar três tons da mesma cor no veículo, simulando assim o seu desgaste pelos elementos e pelo tempo. Um tom mais escuro nas bordas das chapas, o tom normal na parte que segue, e, no centro das chapas, o tom mais claro. O pessoal da aviação costuma fazer o “pré-shading”  nas linhas das chapas de seus kits para simular o mesmo efeito. Para ilustrarmos essa técnica, achei essas três fotos na intrenet, que mostram perfeitamente a aplicação da técnica e seu excelente resultado.

 

Temperando sua própria tinta

Existem alguns (muitos?) modelistas que costumamos chamar de “puristas”, ou, de maneira mais divertida, de “xiitas”. São aqueles praticantes do hobby que são, mais ou menos, radicas na utilização de materiais e técnicas alternativas. Chegam a ser até desagradáveis em suas opiniões e colocações. Talvez eles se sintam ofendidos com o restante deste artigo. Mas mesmo assim, vou em frente.

Já faz muito tempo que uso tintas acrílicas da marca Acrilex em meus trabalhos. Acredito que todos já tenham escutado ou participado alguma calorosa discussão sobre elas. Não quero e nem vou iniciar mais uma. Apenas afirmo que pelas minhas razões eu faço uso desta tinta.

Vou citar apenas uma delas: eu gosto de temperar as minhas cores. Para mim, isso faz parte do meu hobby, da minha diversão. E na seqüência, vou mostrar como faço isso. Produzindo o meu próprio panzer grey, claro. Vamos lá.

Eu utilizo sempre as tintas acrílicas foscas da Acrilex. Para temperar o panzer grey, utilizei o branco (ref. 519), o azul ultramar (ref. 543) e o preto (ref, 520).

Bem, como vou utilizar a técnica dos três tons, já vou prepará-los de uma só vez. Potes comprados por dúzia em lojas de R$ 1,99 vão servir para armazenar as misturas.

Bem, as fórmulas que eu utilizei foram as seguintes. Ah, aqui cabe uma observação sobre a “parte”. Quando falamos em uma ou mais “partes” nos referimos à mesma quantidade, mesmo volume de tinta. Uma “parte” pode ser uma colher, uma tampa, um vidro, mas ela precisa ser igual, o mais precisamente possível igual. Vamos às fórmulas:

– Panzer grey – tom normal:

– 8 partes de preto

– 3 partes de branco

– 3 de partes de azul ultramar

– Panzer grey – tom mais claro

– acrescentar mais 4 partes de branco ao tom normal

– Panzer grey – tom mais escuro

– acrescentar ao tom normal mais 3 partes de preto e 3 partes de azul

Observação: falo novamente: vale aqui também a interpretação e pesquisa do modelista, podendo, a seu critério, acrescentar ou retirar tinta da mistura, produzindo tons mais claros ou escuros.

            E as tintas prontas para o uso, devidamente identificadas. É claro que dependendo do tamanho da “parte” que você utilizar, terá uma quantidade razoável de tinta.

E sempre que faço as minhas misturas, mantenho um controle, feito com a tinta grossa, aplicada com pincel em uma superfície previamente preparada com primer. Mas isso pode ser feito em uma sucata também. Esse ai em baixo é o meu controle, para os três tons do panzer grey.

Bom, por hoje é isso. Essa é a minha interpretação sobre o panzer grey. Ele representa, ou ajuda a representar, o início da Segunda Guerra, a blitzkrieg, uma época em que o mundo e a humanidade se tornaram acinzentados.

É isso aí !!!

Fernando Zavarelli

[email protected]

Nota do Spruemaster

Particularmente não utilizo tintas Acrilex, e não as recomendo para os iniciantes devido a algumas dificuldades de uso como por exemplo a diluição e obtenção de mistura de cores. Claro que são possíveis de utilizar, entretanto existem tintas próprias para modelismo, como Tamiya, Gunze, Vallejo, Hataka, AK-Interactive entre muitas outras que são mais fáceis de obter o ponto de diluição, já vem com as cores prontas, etc.

Para dúvidas relacionadas ao uso de tintas Acrilex, por favor entre em contato com ou autor do artigo, visitando seu blog. Clique aqui.

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

26 Thoughts to “Misturando Tintas Acrilex:Fazendo a cor Panzer Grey”

  1. Daniel Paschoal

    Ola, gostei muito di blog e tenho aprendido muito aqui. Queria saber se ja utilizou a esmalte vitral com aerografo. Usei elas para pintar alguns kits de biplanos 1/72 e apesar de usar pincel e ter de dar varias demãos, apos aplicar vernix fosco acrilex ficou um acabamento excelente mesmo, textura lisinha, cores vibrantes e acetinadas. Pensei em utilizar aerografo com elas e gostaria de saber se nao estragam o equipamento? Queria usar as acrilicas mas fiz um teste e achei o acabamento muito aspero e irregular. Tem como melhorar isso com brilho fácil ? (ouvi falar que melhora a aderencia e da uma acetinada). Obrigado.

    1. Bom dia Daniel,

      Eu não tenho experiência com tintas acrilex, pois não gosto delas, então não vou ter como te ajudar, mas o Fernando que foi quem escreveu o artigo poderá te dar algumas dicas, o Blog dele é http://www.plastidicas.com.br

      Plastiabraço e boas montagens!

  2. Daniel Fernandes

    Olá amigo Lucas. Eu sou iniciante e tenho uma duvida . Essas tintas Acrilex , é a mesma q se usa em pinturas de tecidos ?

    1. Não são tintas diferentes, as que o pessoal usa em kits tem a tampa verde.

      Particularmente não utilizo tintas Acrilex, e não as recomendo para os iniciantes devido a algumas dificuldades de uso como por exemplo a diluição e obtenção de mistura de cores. Claro que são possíveis de utilizar, entretanto existem tintas próprias para modelismo, como Tamiya, Gunze, Vallejo, Hataka, AK-Interactive entre muitas outras que são mais fáceis de obter o ponto de diluição, já vem com as cores prontas, etc.

      Para dúvidas relacionadas ao uso de tintas Acrilex, por favor entre em contato com ou autor do artigo, visitando seu blog. Clique aqui.

      Plastiabraço e boas montagens!

  3. Muito bom cara! Tô procurando uma referência para “criar” minhas cores panzer e seu artigo foi excelente pra minha pesquisa. Valeu mesmo a força! Faça mais nesse sentido!

    1. Que bom que gostou Antomar!

      Obrigado pelo comentário!

      Plastiabraços!

  4. Nilton

    Bom dia. Sou iniciante e estou tentando montar uma moto Panigale. Estou procurando a tinta para a carenagem. Vermelho Ducati. Gostaria que ficasse brilhante. Como consigo isto. Estou pensando usar tinta acrilex (tampa verde). Estou no caminho certo? Vou usar aerógrafo.

    Obrigado.

    PS: muito bom o blog. Parabéns.

    1. Oi Nilton,

      Para a pintura de veículos acredito que a Acrilex não seja a melhor opção devido ao acabamento que ela oferece. Geralmente pra este tipo de montagem o pessoal acaba usando tinta automotiva mesmo.

      Plastiabraço!

  5. Adalberto

    Olá amigo. Muito bôas suas dicas. O amigo poderia me ajudar? estou querendo a tinta
    côr VERDE RUSSIA, qual a equivalencia da acrilex, ou tem que fazer alquimia (mistura)
    estou montando um tanque STALIM. Agradeço a ajuda. Obrigado

    1. Oi Adalberto, eu não utilizo estas tintas para pintura (quem escreveu o artigo foi o Nando).

      Mas dê uma olhada aí nos comentários que teve um leitor que disponibilizou um programa que permite fazer as misturas da acrilex.

      É isso aí,

  6. eu trabalho com artezanato em madeira tipo mdf estou usando sempre a tinta artezanato acrilex
    porem sou muito fraco nas misturas em conseguir cores é possivel me enviar algumas instruções
    basicas não posso e nem pretendo usar outro tipo de tinta em primeiro lugar a qualidade outro
    é ocusto
    muito obrigado de seu assiduo cliente

  7. Evaristo Almeida

    Boa noite, estou começando minha oficina para montar plastimodelos e gostaria de saber se indicam a Tinta Fosca para ARTESANATO da Acrilex. Alguém ai já a utilizou com aerógrafo????? Tenho um amigo que monta navios em escala que a usa com pincel mas eu vou usar aerógrafo nos meus aviões.

    Aguardo sugestões.

    Evaristo

    1. Booa noite Evaristo,

      Aqui mesmo no blog há um artigo sobre pintar tintas com acrilex, dê uma olhada:

      https://www.spruemaster.com/2010/03/utilizando-tinta-acrilex-para-pintar-kits/

      é isso aí!

  8. Gustavo candia

    Bom diá Luccas.
    Após testar vários acrílicos notei algo especial, quem é novato ( que nem eu),e sem desprezar as marcas nacionais, é melhor, testar, testar e testar até ter algum domínio de técnicas, diluições e cores usando as conhecidas acrilex, gato negro e otras nacionais, somente depois partir para tintas que podem dar melhores acabamentos, tenho dois amigos, bom na verdade somos 3 , que estragamos vários e vários frascos de Tamiya no aprendizado.
    Tenho um kit terminado no qual a tinta acrilex saia com facilidade, ainda usando primer, então parti para usar na diluição uma gota de cola transparente ( escolar ) e adivinha que deu???, fixo melhor a tinta….
    bom , passei a noite vistando a maioria dos tópicos do blog acho que o acabamento e uso de tintas é realmente o doutorado no assunto, ao final é necessário testar, testar e seguir testando pelos próximos anos….
    Abraços

  9. manoel guimaraes

    Simplicidade é tudo! Eu corro longe desses “entendidos” que, em razão de insegurança e incapacidade de avaliar determinada técnica ou determinado material, saem dizendo que a única solução são materiais importados caríssimos e de marcas específicas. As tintas acrilicas (tem a Acrilex e tb umas de outras marcas) resolvem muito bem. O mais é a qualidade do modelista; não tem tinta importada que faça milagre de melhorar um modelo feito por um modelista meia-boca, assim como a Acrilex bem usada não compromete a qualidade do bom modelista.

    1. Obrigado pelo comentário Manoel,

      Realmente a acrilex resolve bem o problema, mas existem modelistas e modelistas e materiais e materiais, tudo se resume na adaptação do modelista, eu mesmo sou modelista a mais de 17 anos não consigo usar a acrilex de jeito nenhum, pois não me adaptei a ela com o aerógrafo, esse lance de ficar usando limpa vidros, crea brilho fácil, etc para diluir não é comigo não, prefiro uma tamiya ou gunze que dilui com álcool mesmo rsrs mas claro, não deixo de valorizar quem consegue trabalhar com elas. O resultado final é bem legal mesmo.

      Tudo vai da adaptação e disponibilidade de cada um,

      Plastiabraço !!

  10. Anderson

    Estou começando agora no plastimodelismo e estou tendo dificuldade em diluir a tinta acrilex (a base de água)com água. As vezes consigo diluí-la bem e aplicar com o aerógrafo, outras vezes nao consigo, e aí, o aerógrafo entope. Gostaria de uma dica. Grato ,att, Anderson.

    1. Anderson:

      Realmente, de acordo com a cor e o pigmento utilizado, dá diferença na diluição das Acrilex.

      Eu, pessoalmente, só uso água para diluir. Muitos outros modelistas usam álcool isopropílico, Vidrex, Brilho Fácil e outros produtos.

      Mas a dica que posso te dar é que vá usando a tinta e fazendo as diluições. Vale o “ponto do leite”, onde a tinta está bem diluída, mas não muito rala.

      Se preferir, faça uma diluição mais grossa, e vá adicionando água com um conta-gotas e avaliando o resultado.

      Valeu !!!

  11. Luiz Carlos Pacheco Barroso

    Prezado.

    …vc já aplicou a tinta acrílica da Acrilex com aerógrafo?

    Abs.

    Luiz.

    1. Olá Luiz, obrigado por visitar o SprueMaster.

      Sim, geralmente a aplicação da acrilex é com o aerógrafo, atente para o detalhe que usamos a Acrílica e não a própria para tecido, as embalagens são bem parecidas.

      Plastiabraço,

  12. Bom dia Lucas,
    Vou estrear na pintura de vagões ferroviários, e achei muitas dicas em vosso site, que as utilizarei por inteiro. Estas tintas Acrilex, qual o solvente?
    Onde se compram?

    1. Bom dia Dário,

      O pessoal costuma usar como solvente para as tintas acrilex acrílicas água mesmo, alguns usam vidrex. Obrigado por visitar o SprueMaster e volte sempre ! Um abraço. Lucas

  13. Marcos Garcia

    Ótimo artigo, desvendou muitas dúvidas, parabéns

  14. Fernando Galdiano

    Show, Lucas !! Mais uma vez, o Nando_Z compartilhando técnicas de ouro ! Abraço aos dois ! Devidamente guardado pra futuras referências.

  15. Anderson

    TAI UM ARTIGO REALMENTE EXCELENTE E MUITO UTIL!!!

    já vi algumas discussões sobre o uso da acrilex e alguns radicais que dizia que só poderiamos fazer algo “decente” usando material importado e proprio pro hobby! loucura mesmo!

    já vi EXCELENTES trabalhos usando tinta acrilex ou ainda corfix. Embora eu prefira as tintas “especificas” para o hobby quando se trata de cores especificas das camuflagens(referencias FS, entre outras) por ser meio preguiçoso para fazer as misturas, já usei alguns tons basicos da acrilex e gostei.

    um dia ainda crio coragem (ou vergonha na cara) e faço umas misturas ai!

  16. Paulo Rogério

    Cara sensacional o tutorialzinho

    Parabéns

    Te mais

    Paulo

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.