Aviação Reviews 

Kit Review – Hasegawa Embraer 170 – 1/144 Le-1 #11101

A aeronave

Após o sucesso alcançado pelos jatos regionais ERJ-135/145, que eram baseados na célula do Emb-120 Brasília, a fabricante brasileira Embraer apostou no desenvolvimento de uma nova família de aeronaves, com capacidade entre 70 e 90 passageiros, resultando nos modelos 170, 175, 190 e 195.
Photo Copyright – Rafael Maul

Como era uma aeronave totalmente nova e redesenhada, a Embraer decidiu remover a designação ERJ (Embraer Regional Jetliner) utilizada anteriormente nos modelo 135/145. Essa nova família foi chamada de E-Jet, no exterior ela é conhecida como “Jungle-Jet” .

Em 1999 foi anunciado o lançamento da primeira aeronave da série o E-Jet 170,  o protótipo voou em 19 de fevereiro de 2002. A primeira grande encomenda foi realizada pela  Swiss, com 160 unidades da família entre encomendas firmes e opções de compra. Em 2001 as entregas começaram, sendo a US. Airways o cliente lançador. A companhia polonesa LOT fez o primeiro vôo comercial com o Embraer 170.

A fuselagem do E-jet tem desenho oval para melhorar a largura e assim o arranjo dos assentos, que aliás possuem uma excelente distância entre eles, o que torna sua cabine a mais confortável de todos os modelos de sua classe.

O cockpit traz os intrumentos em “estado da arte” com comandos fly-by-wire e 5 grandes LCD´s, outro grande diferencial para os jatos da sua classe. Os motores utilizados são General Eletric CR-34.

Em fevereiro de 2007 a JAL International, fez uma requisição de compra de 10 aeronaves, com proposta de mais 5 aeronaves para o meio daquele ano. A primeira aeronave de produção foi entregue à JAL em 3 de outubro de 2008, fazendo seu primeiro voo comercial entre Komaki-Fukuoka-Matsuyama. (veja vídeo publicitário do 170 na JAL ao lado)

Clique aqui para ver um folder com todos os dados técnicos da aeronave

Fonte: Embraer

O kit.

Embora essa não seja a primeira vez que vemos uma aeronave nacional injetada, confesso que dá um certo orgulho ver grandes marcas como a Hasegawa olhando para nossas aeronaves, foi uma excelente surpresa abrir a caixa pela primeira vez , olhar as peças e sonhar com o kit montado.

Esse kit com certeza trará muito prazer para os modelistas, uma vez que o Embraer 170 está voando ao redor do mundo todo em diversas empresas,  acredito que não vai demorar para aparecer novas folhas de decalques e kits de detalhamento.

Mas vamos ao kit, ele é injetado em 5 sprues sendo dois em branco (as metades da fuselagem) dois sprues em cinza e um em acrilico fumê para o suporte.

São 50 peças para o avião e mais 3 peças em acrílico para a base. O kit é todo em baixo relevo muito fino e bem reproduzido, com todas as partes móveis presentes, bem como janelas de inspeção/manutenção. Até as portas de bagagem estão reproduzidas com detalhes em alto e em baixo relevo.

Como a grande maioria dos kits da Hasegawa a qualidade da injeção é excelente, fiz um dry fit com fuselagem e a junção das peças é perfeita, creio que não haverá necessidade de massa putty durante a montagem, pelo menos da fuselagem.

Uma curiosidade é que embora as antenas já estejam injetadas, a montagem da fuselagem prevê a substituição das mesmas, assim todas as antenas estão presentes no sprue, prova do cuidado no projeto do kit.

Outra cuidado no projeto do kit é a presença de um parafuso e uma caverna da fuselagem, pra que sejam coladas na parte traseira da cabine fazendo assim o balanceamento de peso e impedindo que modelo fique com o “nariz para cima”.

As semi asas estão dividas em duas partes, entretanto a junção não é completa sendo o úlltimo terço já com o intradorso injetado, dando um excelente acabamento na parte mais fina da asa. Os winglets já estão injetados na peça e muito bem reproduzidos. Os estabilizadores horizontais estão injetados em uma única peça.

Gostei muito da presença dos tubos pitot e venturi no nariz, particularmente é a primeira vez que vejo isso em um kit injetado.

O kit pode ser montado em posição de vôo, uma peça já tem as rodas em posição recolhida, inclusive um belo suporte em acrilico fumê acompanha o kit,  para encaixar o suporte será necessário abrir um oríficio na parte inferior da fuselagem. O kit também pode ser montado no solo, com o trem de pouso extendido.

O único ponto que posso chamar de negativo no kit é a ausência de janelas, como nos kits da Revell por exemplo que vêm com as janelas abertas, no caso deste kit, mesmo o cockpit é todo fechado, embora ele possua linhas de relevo para simular os vidros.

A folha de decalques traz matrículas para 10 aeronaves da J-Air, subsidiária da JAL, além de todos os stencils padrões, portas e janelas. A qualidade do decal parece ser muito boa e sem filme “sobrando”.

Para os mais puristas, fiz uma comparação da fuselagem e das asas sobre um desenho em escala, e está tudo ok.

O manual é muito claro, com as intruções em Japonês e Inglês sendo a montagem completada em apenas 9 passos, as indicações de cores são para tintas Gunze, Mr. Hobby (acrílicas) e Mr. Color (enamel).

A julgar pelo código do Kit Le-1 11101, creio que a Hasegawa nos reserva boas surpresas no futuro, uma vez que este parece ser o primeiro kit de uma  nova sequência…

Algumas fotos do kit:

Bom pessoal, é isso aí, espero que tenham gostado de mais este review.

P.S. Este review não foi patrocinado, entretanto o kit pode ser encontrado nas lojas que patrocinam o SprueMaster.

Não perca as atualizações do SprueMaster ! Assine já o Feed e receba um aviso em seu e-mail, clique aqui
O SprueMaster também está no twitter, clique aqui para seguir !

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

7 Thoughts to “Kit Review – Hasegawa Embraer 170 – 1/144 Le-1 #11101”

  1. Anderson

    bem legal esse kit hein! quem sabe não sai um na escala 1/72?!

  2. OSWALDO ANTONELLI

    O review ficou um espetáculo, digno do avião original e do kit.

    Belo trabalho, Lucas! Muito bom mesmo!

    Abraços.

  3. Marcelo Camargo

    Interessante. Notei que no filme institucional, o prefixo é brasileiro (PT-SJC).

    Muito bom o review.

    Sds.

    1. Sim Marcelo, creio que é porque o modelo ainda não tinha sido entregue para a JAL quando gravaram o vídeo… Valeu !

  4. Marcelo

    Lucas,

    Isso é na 1/144. QUANTOS DETALHES. Acho que só nas fotos e com zoom vou conseguir ver isso. 😀 😀 😀

    1. Pois é, a Hasegawa fez muito bem, mas achei que faltou um porquinho de detalhes nas pernas do trem de pouso.. mas isso é coisa de modelista chato hehehe Valeu !

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.