Eventos Aeronáuticos História & Modelismo 

SprueMaster na EAA Airventure – Quinta Feira….

Bacon, linguiça frita e ovo mexido com molho barbecue, afinal vamos ficar o dia inteiro andando. O café da manhã no refeitório da Universoty of Wisconsin Oshkosh, onde estamos hospedados, é ao mais genuíno estilo americano.

Já aproveito para ler o exemplar do Airventure Today que alguém deixou em cima da mesa. O jornalzinho é diário e distribuído gratuitamente no evento, traz o resumo das atrações do dia e matérias muito interessantes de dentro do Airventure, sempre tem entrevista com um voluntário que trabalho no evento ou com alguma celebridade da aviação.

A EAA foi criada por construtores caseiros de aviões experimentais que queriam se unir e trocar experiências e isso é refletido claramente no Airventure. O evento é muito mais que os Warbirds brilhando e Airshows, o que já é maravilhoso.

Centenas de estandes de todas as marcas de aviões que você puder lembrar, e muitas que eu nunca tinha ouvido falar, estão lá (nossa Embraer inclusive), um mais incrível que o outro com vários de seus modelos em exposição, profissionais prontos para tirar suas dúvidas e te oferecer a melhor compra, venda de souvenires e algumas celebridades da aviação dando autógrafos.

Na Cessna o engenheiro chefe do Citation autografava um poster da vista explodida do modelo para você e “mas por que o leme foi desenhado desse jeito e nao do outro?” (a conversa na minha frente) “Nos testamos o outro modelo e o arrasto gerado no tunel de vento…” pergunte o que quiser para quem quiser. Um engenheiro da Lycoming ministrava um Fórum sobre as melhores maneiras de manutenção de um modelo X lá, enfim, tudo é muito acessível a todos.

Em quatro barracões gigantescos se dividem as lojas e fabricantes de produtos de aviação do evento, tudo que se pode imaginar pode ser encontrado. Especializados em párabrisa, polainas, injeção eletrônica, óculos, aviônicos, GPS, pneus, hangares, portões, baterias, bancos, ar condicionado, séries de televisao… tudo que se possa colocar num avião.

Qual foi minha sorte ao encontrar o Sean Tucker e o Kirby Chambliss, ambos campeões de acrobacia dos EUA, no balcão da Tempest (marca de filtros de óleo que patrocina ambos) dando autógrafos, já fui la conseguir o meu. “Sean, você deveria se apresentar no Brasil”   “Eu vou, me chamem! O Rio eh maravilhoso mas eu voo(do verbo voar mesmo) onde voces quiserem!”. Em uma das 273,7 lojas oficiais da EAA distribuídas pelo aeroporto, todas tem um ar condicionado divino, estava Chesley Sullenberger, o piloto que pousou o Airbus no Rio Hudson em Nova Iorque, autografando sua autobiografia. Aliás, nas lojas da EAA você vai querer levar “um de cada por favor”, camisetas, bonés, livros, sundown (é, mamãe, falou mas esqueci hehehe).

 Na sessão de Workshops você pode se inscrever nos mais variados cursos. Entelagem de asas, construção de nervuras (é engraçado ver algumas pessoas andando pelo aeroporto com uma nervura de asa recém construida na mão e todo orgulhoso de si), soldagem, fabricação de hélices, manutenção de motores… tudo ministrado por profissinais altamente preparados, homens, mulheres, jovens e senhores.

Na casa da IAC (International Acrobatic Club), você confere pilotos de acrobacia falando sobre uma de cada vez, sobre a tendência do aviâo durante elas, os erros mais comuns, os perigos e maneiras de se recuperar do stall inesperado. Nas barracas do Market local a céu aberto, imagine um mercado de pulgas da aviação, partes usadas, pôsteres, ferramentas, CD´sde bandas que tocam as marchas militares, toalhas estampadas, de novo o que se puder imaginar. Aliás, tudo que eu disser imaginem imenso, organizado e infindável.

Afinal, percebe-se que cansado de ver Warbirds, sim, isso é póssivel, você passa a prestar mais atenção nas outras experiências oferecidas pelo evento e em como elas são incríveis. A EAA deixa claro que o evento não é somente para as pessoas que querem ver shows, como estamos acostumados aqui no Brasil, mas também uma oportunidade para os próprios aviadores, desde os homebuilders de ultraleves até os empresários que querem comprar seus jatos particulares, de encontrar tudo que quiserem sobre aviaçãoo, produtos ou informações. Fica evidente que o evento é também uma imensa confraternização entre aviadores e suas experiências.

E para nao dizer que nao falei dos avioes, hoje, Quinta-Feira, mais atrações. Houve a chegada de um A-4 Skyhawk dos Blue Angels e de um C-17 Globemaster da USAF. Ambos fizeram suas apresentações, maravilhoso o C-17 em muitas passagens com uma curva surrealmente fechada no fim da pista.

Algumas apresentações repetidas para o público que não pode ver: Liberty Parachute Team, Chuck Aaron com o helicóptero da Reb Bull e Bob Carlton com seu planador a jato. Os Warbirds se apresentaram maravilhosamente com vários A-4 Skyhawks em formação com um F-86 Sabre dourado que estava no evento, muito bonito.

Nas acobracias, Kevin Coleman (Extra), Mat Chapman (CAP), Greg Poe (MX2, fazendo uma homenagem a Sean Tucker por seu aniversário no dia) e Debby Rihn-Harvey (CAP, uma velinha assustadoramente radical, pretendo apresentar o Flight Simulator para minha avó depois de vê-la voar) e de novo os Iron Eagles (voando Christen Eagles).

O grande destaque do dia foi o vôo do Harrier. Decolagem curta em 50 metros direto da taxiway, passagens em alta e baixa velocidade e depois o pouso na vertical em frente ao publico exatamente no centro da pista, maravilhoso. O cheiro de querosene ficou no ar por muito tempo depois.

Os shows sao emendados um no outro, enquanto Chapman está no pouso o Harrier ja estava decolando, tudo muito dinâmico. Ao final de cada apresentação o piloto desfila em um Mustang conversivel (sim, o carro), oferecido pela Ford, por toda a extensão da taxiway sendo cumprimentado pelo público. A Ford, aliás, tem um estande muito grande no evento com alguns carros híbridos em exposição, a marca esta em certa evidência esse ano pela presençaa do Ford Tri-Motor, ainda distribuiu Mustangs (os carros) “tunados” por todo o evento, imagino que aproveitando a propaganda do nome. No primeiro dia do evento o CEO da Ford (não faco ideia do nome) chegou dentro de uma Pick-Up Ford das grandes rebocado pelo super helicóptero de carga Erickson Air-Crane.

 Ainda pude visitar o EAA Museum, merece um post a parte com mais calma. Em resumo, a EAA é a segunda organização de maior poder na aviação americana, só fica atras da propria FAA (Órgao Federal que regula a aviação no país) logo vocês podem imaginar o que eles conseguem trazer para o Museu.

Uma réplica perfeita do avião dos irmãos Wright, do Spirit of St. Louis do Lindbergh, do Carnaúba (o hidroavião de H.F. Johnson que veio em expedição à floresta amazônica no Brasil e descobriu a Carnaúba, resultado, inventou o óleo de carnaúba e ficou rico, e a gente só na saudade). A própria Space Ship One esta pendurada no teto do museu, ao lado da fuselagem do Voyager e seu motor orginial. Infelizmente a sala dos Warbirds estava fechada pois seria realizado um evento em homenagem aos veteranos de guerra americanos mais tarde, os modelos dela foram movidos para o gramado da frente do museu, só B-24, Spitfire, P-38 nada demais não… Pela primeira vez no evento vi algo de Plasti, numa sessão do museu alguns modelos prontos, alguns kits desmontados de exemplo e um quadro de “Ferramentas de Plasti”. Uma pena que as fotos do museu ficaram bem ruins (eu uso uma Olympus modelo vgbnd).

Na pista de grama atrás do museu, por 40 dólares você pode sobrevoar o evento de helicoptero em 7 minutos cronometrados ou aprender a pilotar os modelos de R/C e cabo com instrutores de aeromodelismo na barraca da AMA (Academy of Model Aeronautics). Mais um exemplo de como o evento consegue reunir tudo sobre aviação e sobre o que a rodeia. Tambem é possível dar uma volta de Ford Tri-Motor por $55, de B-17 por uns $400 (preciso confirmar o preco) e de surpresa abriam voos de DC-3 (no Flagship Detroit) por $150.

Também dei uma passada rápida na parte dos Seaplanes, um tanto afastado (10 minutos em um onibus do evento), na margem Oeste do lago Winnebago. Menos aviões por lá, com destaque para um Cessna Caravan muito bonito ancorado, para o clima de tranquilidade no lugar muito arborizado e fresco, completamente diferente do ritmo do evento e mais uma vez destaque para as palestras específicas oferecidas sobre aviação sobre flutuadores e seus riscos aumentados.

 Amanhã tem mais galera, desfile e festa dos estrangeiros, um pouco sobre os voluntários do evento, mais warbirds e shows aéreos.

Jonas Almeida

Diretamente da EAA para o SprueMaster

Algumas Fotos:

 

 Fotos: Jonas Almeida e Franciso “Xico” Almeida

Não perca as atualizações do SprueMaster ! Assine já o Feed e receba um aviso em seu e-mail, clique aqui
O SprueMaster também está no twitter, clique aqui para seguir !

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

One Thought to “SprueMaster na EAA Airventure – Quinta Feira….”

  1. Marcelo

    Simplesmente, impecável como as outras materias apresentadas.

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.