História & Modelismo Museus walkaround 

Próxima parada Museu TAM

Estive mais uma vez no Museu TAM, desta vez para uma entrevista com o Sr. João Amaro, idealizador do Museu e Fundador da Companhia Aérea TAM.

Para quem não conhece o Museu TAM, vale muito a pena uma visita, no mês de julho deste ano estive presente e fiz uma reportagem que publiquei aqui no SprueMaster, não deixe ver clique  aqui para ler a reportagem.

O Museu TAM conta atualmente com 95 aeronaves, sendo 76 delas em exposição e destas 32 estão em plenas condições de vôo, creio que poucos museus aeronáuticos no mundo tenham um acervo tão bem preservado.

O cuidado nos detalhes está presente a todo momento, confesso que na segunda visita pude ver detalhes que não havia percebido na primeira vez que estive no Museu,  mesmo porque somente em um visita não dá para apreciar as aeronaves em todos os detalhes.

É difícil escolher o que mais agrada no Museu, mas posso dizer que o Salão de Acolhimento impressiona, ele é parecido com um salão de embarque de um aeroporto, e o pessoal do Museu não parou por aí, as luminárias seguem o estilo do logotipo da empresa e até mesmo um Mock-up (réplica em tamanha real) de um Me-109 está pendurado no teto, ele está pintado nas cores do ás alemão Adolf Galland. No dia que fiz esta segunda visita alguns grupos escolares estavam no Museu, foi impossível não notar a emoção e o brilho nos olhos da criançada, com certeza futuros comandantes foram infectados pelos “virus aéreus” nessa dia.

Sobre o Mock-Up do Me-109 ele foi produzido nas oficinas do Museu, baseado no Me-109 verdadeiro que faz parte do acervo. Futuramente estes mock-ups serão vendidos para os aficcionados por aviação, tanto do Me-109 quanto do FW-190.

Salão de Acolhimento

Luminárias estilizadas

A propósito um Focke Wulf FW 190 está sendo produzido nas oficinas do Museu, o projeto é liderado pelo Sr. Claus Colling da empresa FLUG WERK, são 10 FW-190 construídos exatamente como nas plantas do modelo original, inclusive com  o número de série seguindo os originais da fábrica, o que torna o modelo totalmente autêntico, a única diferença é sua fabricação mais de 70 anos depois !! O FW-190 que está sendo montando nas oficinas do Museu da TAM é o número 8 da série. Ah !, essa aeronave depois de montada terá plenas condições do vôo !! para apaixonados por aviação como eu com certeza ver um aeronave tão significativa como essas voar será uma emoção indescritível (isso se o apaixonado por aviação não tiver um ataque do coração antes rsrsrs)

Em um passeio muito agradável pelo Museu o Sr. João Amaro me contou alguns fatos e desfez alguns “mitos” sobre o Museu, pois para nós amantes de aviação o Museu possui uma aura toda especial.

A idéia de criar o Museu TAM surgiu de uma necessidade da companhia em dar ao povo brasileiro uma retribuição pela confiança e valor depositada na empresa, foram cogitadas muitas coisas, até um estádio de futebol foi pensado na época, (pois a empresa havia sido duas vezes campeã mundial patrocinando o São Paulo Futebol Clube), mas em uma conversa de amigos  foi dada a proposta de se criar um museu, uma vez que o Sr. João Amaro e o Cmte Rolim já possuíam duas aeronaves clássicas:, um Cessna 140 e um Cessna 195.

Surgia então o Museu Asas de um Sonho, idealizado pelo Cmte Rolim e o Sr. João Amaro. Os aviões seguintes que entraram para o acervo foram os primeiros aviões usados pela companhia, que  foram comprados “de volta”, inclusive alguns precisaram ser completamente restaurados, pois já estavam abandonados em aeroportos país afora, e colocados em total condição de vôo. Depois muitas aeronaves vieram, doadas por apaixonados pela aviação, empresas fornecedoras da TAM como a Rolls Royce que doou o Spitfire e o Corsair,  bem como aeronaves militares doadas pela Força Aérea Brasileira, aliás o Museu TAM aceita doações de qualquer tipo material histórico que esteja ligado a aeronáutica, para fazer uma doação basta entrar em contato com o Museu TAM.

Cessna 140

Cessna 140 e Cessna 195, primeiras aeronaves do Museu

Cessna 170 primeiro tipo de aeronave usado pela da Companhia Aérea TAM

Assim, o Museu não conta somente a história da aviação, mas conta também a história da TAM, pois suas principais aeronaves estão lá presentes, um exemplo é o Embraer Bandeirante símbolo da empresa nos anos 70 (que curiosamente apresenta as duas pinturas mais clássicas da empresa,), também fazem parte do acervo um Fokker 100, Fokker 27 (pela matrícula se não me engano o primeiro da companhia) além de outras aeronaves.

Uma idéia que ainda permanece desde a fundação do Museu TAM é a de que as pessoas possam vir para o Museu para poder ver as aeronaves não só exposição mas também em vôo. Infelizmente entraves burocráticos ainda atrapalham estas operações, foi emitida uma autorização para que as aeronaves do Museu pudessem voar em seu entorno, mas o Sr. João ainda luta por mais, ele quer que seja criada uma regulamentação para que qualquer pessoa que tenha restaurado uma aeronave histórica possa voá-la normalmente.

Almofadas para recolher o óleo dos motores. E qual motor radial não vaza óleo ??

Desde a rebertura do Museu, comentou-se (e criticou-se)  a pintura brilhante das aeronaves militares, pois originalmente em serviço suas cores são foscas, para essa questão o Sr. João tem duas explicações, a primeira é que para ele as aeronaves de um Museu precisam ser valorizadas como devem, e uma pintura fosca literalmente apaga o brilho de sua beleza, como elas não estão mais em serviço, foram pintadas de brilhante para justamente receberem o verdadeiro valor que merecem. O segundo motivo é operacional, pois a pintura brilhante é mais fácil de manter, uma vez que a pintura fosca absorve mais poeira. Aliás o cuidado com a limpeza do Museu é algo fabuloso, a todo momento você o pessoal da limpeza cuidando de cada detalhe. Até pequenas almofadas são colocadas em baixo dos motores das aeronaves para absorver o óleo e não sujar o chão.

Outro “mito” que se comenta muito é sobre a proibição pela FAB de que os MIG´s voassem, não existe nenhuma proibição,  na verdade dos 3 Mig´s que fazem parte do acervo (que foram comprados na Polônia) o único que tem condições de vôo é o MIG-15 UTI, os outros tiveram seus equipamentos, fios e tubulações removidos pela Força Aérea Polonesa, impossiblitando o vôo. Quanto ao MIG-15 as únicas restrições que existem para o seu vôo é o tamanho da pista do parque de manutenções da TAM que não é suficiente para operação, além de que ele só poderia ser pilotado por uma pessoa que tenha sido treinada para voar este tipo de aeronave.

Quanto ao ME-109 comenta-se que ele foi retirado de um lago congelado, entretanto foi uma pequena confusão cometida pelo próprio S. João Amaro, que quando foi buscar esta aeronave na alemanha comentou-se sobre alguns 109 e He 111 que haviam sido retirados de um lago, e na volta para o Brasil o Sr. João acabou confundindo as histórias. Este 109 do acervo do museu não é um destes que foi retirado do lago, mas de qualquer forma existe algo ainda mais curioso por trá deste 109, ele está pintado nas cores do ás Hans Joachin Marseille, e mais tarde descobriu-se que este 109 fez parte do esquadrão que Marseille voava !

Aeronave de Milton Verdi, exatamente como foi encontrada

Uma das peças que chamam a atenção no Museu é um diorama feito em homenagem a Milton Terra Verdi, um bravo piloto que fez um pouso forçado e acabou morrendo de sede, toda a história foi registrada em um diário deixado por ele, o Cessna 140 que Milton voava encontra-se no Museu TAM em um diorama que representa exatamente como foi encontrado, o próprio Sr João Amaro foi resgatar esta aeronave. Os diários originais de Milton foram doados pela famílio ao  Museu.

No dia da minha visita acontecia a formatura da primeira turma de Comissários de Vôo formada pela TAM, fazer sua cerimônia de formatura no Museu TAM ?? Não tem preço !!!! (parodiando a propaganda…)

O Sr. João Amaro também me autorizou a fazer walkarounds das aeronaves do acervo, já alinhei com as pessoas responsáveis no Museu e em breve publicarei as fotos aqui para os leitores do SprueMaster e plastimodelistas, assim teremos material de referência para nossas montagens !!!

Eu não poderia deixar de finalizar esta reportagem sem agradecer a toda a equipe de comunicação do Museu TAM bem como ao Sr João Amaro por ceder um pouco do seu precioso tempo para este apaixonado por aviação que vos escreve. Meu sincero MUITO OBRIGADO !!

Veja aqui como chegar ao Museu Asas de um Sonho TAM

Aqui o website do Museu com mais informações

O valor do ingresso é R$25,00, estudantes e crianças de 7 a 12 anos pagam meia, o horário de funcionamento do museu é de quarta à domingo das 10h às 16h, sendo permitida a entrada  até às 15h.

O Museu conta com lanchonete e espaço para as crianças.

É isso aí pessoal, fiquem ligados que em breve publicarei o primeiro Walkaround !!!

Plastiabraços a todos,

Não perca as atualizações do SprueMaster ! Assine já o Feed e receba um aviso em seu e-mail, clique aqui
O SprueMaster também está no twitter, clique aqui para seguir !

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

6 Thoughts to “Próxima parada Museu TAM”

  1. Marco Aurélio Esparza

    Parabéns por documentar esta visita ao Museu TAM.
    Agora só falta uma foto de você ao lado do astronauta Marcos Pontes !
    O céu não é o limite !
    Parabéns.

    São Carlos é uma cidade incrível para explorar …
    Tem o Museu TAM, o Museu interativo de Ciências CDCC (Centro de Divulgação Cultural e Científica) o Zoológico de São Carlos e o Observatório astronômico da USP.
    A pessoa que visitar estes locais vai sair encantada !

  2. Fernando-Galdiano Ribeirão

    Lucas, que tal fazermos uma “excursão” pro Museu ? Combinar pra encher uma van ou duas com os plastimodelistas da região ?? (já liga pro Sr. João e fecha um “pacote” mais em conta!!! hehehehe). Pensa aí.
    abração e ótima matéria.

    1. Claro, só combinar Fernando.

      Pode contar comigo.

      Plastiabraço !

  3. Rapaz, eu tô atrasado na visita. Tenho que ir até o Museu. É uma das iniciativas que mais merecem nosso respeito e admiração, resgata a história, preserva um patrimônio fabuloso. Longa vida ao Museu e à TAM, com um agradecimento à família Amaro e parabéns a você pela matéria e esperamos os Walkarounds.

    Abraços.

  4. OSWALDO ANTONELLI

    Rapaz, eu tô atrasado na visita. Tenho que ir até o Museu. É uma das iniciativas que mais merecem nosso respeito e admiração, resgata a história, preserva um patrimônio fabuloso. Longa vida ao Museu e à TAM, com um agradecimento à família Amaro e parabéns a você pela matéria e esperamos os Walkarounds.

    Abraços.

    1. Com certeza Oswaldo, infelizmente o povo brasileiro tem “memória curta”, nós modelistas sabemos muito bem o quanto é importante conhecer a história, e cabe a nós passar para as futuras gerações esse valor. Atitudes como essa da família Amaro devem ser totalmente valorizadas e divulgadas por nós. Faça uma visita que você não irá se arrepender. Eu achei que nunca fosse ver na vida um Spitfire, um MIG ou Corsair, mas eles estão ali bem na frente…..

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.