walkaround 

Walkaround YAK-40 (Як-40)

História:

A história do  YAK-40 (Як-40) teve início  no ano de 1965 quando o governo comunista lançou um requerimento (número 356-126) que aprovava o desenvolvimento de um novo avião a jato para vôos regionais. Em 21 de outubro de 1966 o YAK-40 (Як-40) fazia seu primeiro voo com o piloto de testes Aseniy Kolosov ao comando.

O programa de desenvolvimento da aeronave correu sem maiores problemas e os pilotos ficaram muito satisfeitos com o desempenho do novo modelo, destacando a proporção peso/potência, decolagem e pouso macios e em curto espaço, inclusive em pistas sem asfalto, além de controles dóceis. Mas claro estes são os pontos de vista dos pilotos. Tal desempenho de deve ao fato da aeronave possuir três motores e uma grande asa reta, e o preço disto é o alto consumo de combustível, entretanto os engenheiros da Yakolev pretendiam um jato STOL (ele pode pousar em apenas 700m) e conseguiram, pois o YAK-40 (Як-40)podia pousar em pistas antes inimagináveis para um jato.

Mas então porque gastar tanto combustível apenas para poder pousar em aeroportos remotos ? Afinal seria mais barato preparar as pistas ou até mesmo construí-las correto ? Errado. Imagine-se na Sibéria 500km distante da rede ferroviária mais próxima, sem estradas, sem energia elétrica, como levar suprimentos ? Estradas ? Impossível pois elas não existem. Construir aeroportos tem um custo muito alto, e as comunidades que vivem nestes locais são bem pequenas.

Outra razão é que naquela época os Russos não se preocupavam tanto assim com o consumo de combustível, pois para eles era uma coisa muito barata, uma passagem da Aeroflot era algo realmente muito barato, na época uma passagem de Simpheropol na Crimea até Moscow custava aproximadamente 25 Rublos Russos, o que é equivalente nos valores atuais a cerca  80 Centavos de Dólar… então, o consumo de combustível era algo com que não se preocupava naquela época…

Produção e Operação

Os voos de teste foram realizados durante os anos de 1967 -68 e em outubro de 1968 (exatamente 43 anos atrás) a fábrica localizada em Saratov iniciou a produção da nova aeronave.

Os primeiros modelos de produção possuíam 24 assentos e peso máximo de decolagem de 13700kg, mais tarde novos modelos de 27 assentos começarem a ser produzidos e o peso aumentou para 14700kg. Uma nova asa foi introduzida em 1972 aumentando a capacidade interna de combustível e o peso máximo aumentou novamente desta vez para 16100kg.

Em 1965 uma nova cabine com 32 assentos foi desenvolvida tornando o modelo bastante desconfortável para os passageiros. Todas estas modificações  foram internas e não alteraram o aspecto externo da aeronave.

Em 1980, os Yak´s-40 cobriam um total de 276 destinos por toda a União Soviética, a produção do modelo cessou em 1981, com um total de 1011 unidades construídas.

O jato de pés grandes…

Qual é a maior diferença entre os jatos russos e os ocidentais ? Sim a rodas !!!! Compare as rodas de um Su-25 ou 27 com a de F-15 e isso será bem nítido… entretanto entre os jatos russos os que mais se destacam pelo tamanho das rodas são o Su-25 e o Yak-40, então porque cargas d´água alguém colocaria em um jato regional como o Yak-40 rodas do mesmo tamanho das  usadas em um Boeing-737 ?

Simplesmente porque o requerimento para a construção da aeronave exigia que ela pudesse operar em pistas despreparadas, no caso da Russia em um oceano de lama sendo mais claro.E nesse caso, rodas pequenas significam grandes problemas.

Fontes:

Regional Jet, The First Try – Viacheslav Zayarin

  

As fotos do modelo.

Para baixar os desenhos em alta resolução clique aqui.

P.S. Esta aeronave encontra-se presa pelas autoridades brasileiras no Aerporto Leite Lopes em Ribeirão Preto – SP. O motivo da apreensão é que a aeronave não é Homologada para voar no Brasil, entretanto muitas histórias se contam com relação a isso. Mas não consegui informações sobre o fato.

E kits ? Sim, há kits nas escala 1/144, um produzido pela OKB, raro, short run e difícil de montar, uma coisa legal deste kit é uma folha de PE com excelentes detalhes,  e agora o novo lançamento da AzModel, farei o review na semana que vem fique ligado.

É isso aí pessoal, e até a próxima !

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

6 Thoughts to “Walkaround YAK-40 (Як-40)”

  1. Gaspar

    Até hoje ele ainda está parado, tomando sol e chuva, a pintura está bem judiada.

    Algumas pessoas dizem que foi um mal entendido, que está rolando processo e o avião não deveria ter sido parado. Bom, não há confirmação dessa versão. Mas uma coisa é Fato, ele ainda não foi para o museu e está sendo consumido (pelo menos externamente) pelo tempo…

    1. Sim Gaspar,

      Infelizmente será mas uma aeronave perdida pela burocracia de nosso país,onde o futebol é mais importante que todas as outras coisas… 🙁

      Fico muito triste de ver estas coisas acontecerem.

      Eu já procurei os meios oficiais para tentar resgatar o que houve com esta aeronave, sabe a resposta que tive deles? Nenhuma, nem se dão ao trabalho de responder a um pobre jornalista como eu… mas enfim, fazer o que..

      Minhas esperanças é que pelo menos algum museu fique com a aeronave e possa dar um descanso mais digno para uma aeronave única em nosso país.

      é isso aí,

      Plastiabraço

  2. oswaldo antonelli

    Gostei do Wash da cabine.

    Rapaz, eu gostaria de entender o que faz um empresa brasileira dquiri um jato desses se não tem homologação de voo no Brasil. Ninguém se certificou disso antes? E como ele veio parar aqui, teve autorização pra pouso, foi repintado, enfim? Não há algo de esquisito nisso?

    Já vi esse bicho de perto no Leite Lopes. Teu Walkaround ficou show! Muito bom mesmo! Valorizou a história do avião.

    Abraços.

    1. Pois é Oswaldo, muito mistério está envolto nesta aeronave e realmente é tudo muito estranho.. mas algumas pessoas com certeza sabem a verdade rsrs

      Obrigado pelos elogios, fico feliz em saber que a matéria agradou.

      Plastiabraço,

  3. Ronaldo Magalhães

    Lucas, você conseguiu identificar desde quando este avião está parado. Ele parece bem deteriorado. Será que ainda voa?
    Um detalhe que chama atenção são os ventiladores no teto da cabine. Será que não tem ar-condicionado? Como é comum nos projetos russos, deve ser bem “espartano”.

    1. Ronaldo, não sei dizer exatamente, mas eu acredito que deve fazer perto de uns 8 anos que ele está por lá.

      Cerca de 3 anos atrás ouvi um “papo de hangar” que levariam ele para o museu da TAM e que ele iria voando.. mas não sei até que ponto é verdade.

      Quanto ao ventilador realmente é um detalhe bem interessante, pois demonstra o método robusto/espartano de construir dos soviéticos.

      Plastiabraços,

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.