Montagens & Tutoriais Tutoriais 

Tudo o que você sempre quis saber sobre Aerógrafos -Parte IV

Vamos para mais uma parte do artigo sobre aerógrafos pessoal, se você perdeu alguma parte clique nos links abaixo:

arte I – História da Aerografia

Parte II – Tipos de Aerógrafos

Parte III – Tintas

Nesta parte IV do artigo, vou tratar de um assunto que é bastante discutido, a limpeza do aerógrafo.

Quanto o assunto é aerografia cada modelista tem a sua técnica, sendo este um assunto bastante controverso e muito discutido, motivo de discussões inflamadas em fóruns e opens por aí, pois para muitos a sua técnica é como uma religião….

A técnica aqui apresentada é baseada em minha experiência pessoal com tintas acrílicas e não deve ser tomada como regra, são apenas algumas dicas que servem para tintas acrílicas, se você usa algum outro tipo de tinta, será necessário adaptar alguns passos para o tipo de tinta que você utiliza.

Para limpeza do meu aerógrafo durante e depois do uso, eu utilizo três produtos:

– Álcool Isopropílico

– Limpa Vidros (Veja Limpa Vidros, Vidrex, Windex, etc)

– Água

Também existem produtos específicos para limpar o aerógrafo, um dos meus preferidos (e bastante difícil de encontrar no Brasil) é da marca Testors AZTEC e se chama Acrilic Airbrush Cleaner, entretanto muitos outros  modelos deste produto podem ser encontrados no mercado.

Quanto as ferramentas  para a limpeza do aerógrafo considero estas as mais úteis:

Jarra de Limpeza

Esta jarra permite limpar o aerógrafo sem a necessidade de espirrar o conteúdo no ar, outra vantagem é a facilidade para fazer a retrolavagem, é uma ferramenta relativamente barata e muito útil. Esta jarra pode ser lavada para remover os resíduos internos, uma coisa legal dela é o filtro, que evita que a solução de limpeza seja espalhada no ar durante a limpeza.

Escovas de Limpeza

Estas escovas servem para a limpeza interna, e funcionam muito bem. Entretanto como eu não gosto de desmontar o aerógrafo eu substituo o uso destas escovas pela limpeza com ultrassom, que considero mais profunda e eficiente.

Limpador Ultrassônico

Essa ferramenta produz ondas de ultrassom que criam microbolhas na água e fazem com que qualquer material que esteja acumulado sobre a superfície se desprenda. É uma ferramenta muito utilizada por relojoeiros e fabricantes de jóias. Não é muito barato, mas vale o preço.

Como é o processo de limpeza:

Durante a pintura

Quando mudo de cor durante a pintura de um modelo, faço a limpeza do copo e do aerógrafo apenas com álcool isopropílico, colocando um pouco no copo e limpando com um pincel, depois usando a jarra de limpeza (veja fotos) faço a retrolavagem e a limpeza final. Para fazer a retrolavagem basta tapar a saída da jarra.

Se você não possuir uma jarra de limpeza (recomendo ter uma), você pode fazer retrolavagem tapando a saída do aerógrafo com o dedo. Tome cuidado apenas para não deixar o seu dedo encostar na agulha do aerógrafo.

Faça sempre movimentos com o gatilho para frente e para trás para fazer a limpeza da todo o conjunto.

É importante limpar o aerógrafo de modo que quando o álcool sair, ele saia limpo, assim seu aerógrafo estará livre de resíduos de tintas que possam danificar a pintura com a próxima cor.

Após a pintura

Após terminar os trabalhos de pintura do dia, repito a operação de limpeza com álcool em seguida faço o procedimento utilizando uma solução de 50% de limpa vidros + 50% de água, após limpar com o limpa vidros uso água para retirar os restos de sabão que ficam dentro do aerógrafo.

Eu sou da filosofia de que quanto menos desmontar melhor, afinal as coisas não foram feitas para serem desmontadas com frequência, utilizo esta técnica desde que aderi somente a tintas acrílicas 10 anos atrás e nunca tive problemas com os aerógrafos. Só deixo para desmontar o aerógrafo ocasionalmente quando faço uma limpeza mais profunda utilizando o limpador de ultrassom que falarei a seguir.

Limpeza ocasional

Esta limpeza é mais profunda e pode ser realizada ocasionalmente, e consiste na utilização do limpador ultrassônico para realizá-la.

Para fazer a limpeza com ultrassom desmonte o seu aerógrafo, removendo a proteção da agulha dianteira, a agulha e o gatilho. Coloque tudo dentro do limpador e ligue-o em 4 ciclos, alternando a potencia entre 35/60W durante os ciclos. Cada ciclo dura em média 3 minutos.

A solução de limpeza para o limpador ultrassônico é somente água e sabão (para quebrar a tensão superficial da água), não é necessário nenhum outro tipo de produto, aliás alguns produtos químicos, como solventes por exemplo, podem danificar o aparelho permanentemente e devem ser evitados.

Outro problema de utilizar outros produtos é o risco de incêndio, uma vez que uma pequena faísca dentro do equipamento poderá causar uma explosão se você estiver usando algum produto inflamável. Portanto para sua segurança e de sua família, utilize apenas água e sabão, eu garanto para vocês é muito eficiente 😉

Onde comprar:

– Jarra de Limpeza:  a Hobbyeasy vende esta jarra por cerca de 32 Reais + frete, para comprar clique aqui

– Escovas de limpeza interna:  encontrado facilmente no ebay, o preço médio é entre 5 e 20 dólares, clique aqui

– Limpador Ultrassônico: eu utilizo da marca Instrutherm, custa em torno de 115 Reais + frete direto com o fabricante clique aqui, entretanto existem outras marcas disponíveis no mercado.

Basicamente é isso pessoal, a limpeza do aerógrafo não é nada complicada, e se realizada com frequência fará com que seu aerógrafo dure por muitos anos.

Espero que tenham gostado de mais este review e até a próxima !

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

22 Thoughts to “Tudo o que você sempre quis saber sobre Aerógrafos -Parte IV”

  1. nene

    posso usar tinta esmalte nele e agua raz para diluir e limpar

    1. Nene,

      Para limpeza, utilize o mesmo solvente que usou para diluir a tinta.

      Plastiabraços

  2. simone

    Comprei um aerógrafo Paasche, qual é o compressor ideal, pensei no Sagyma.
    att,
    Simone

    1. Bom dia Simone,

      Tive uma experiência bastante ruim com o compressor da Sagyma, comprei um e depois de alguns meses de uso ele deu problema, o lojista que me vendeu não se importou em querer me ajudar a realizar o reparo, e nenhuma assistência técnica que entrei em contato tinha a peça, depois de um tempo encontrei a peça em uma assistência mas custava quase 1/3 do preço que paguei pelo compressor, achei muito caro e desisti dele.

      Não recomendo Sagyma, pois tive uma péssima experiência de pós venda com eles. Eu uso compressor de pintura mesmo, daqueles médios, é meio barulhento mas depois que encheu o reservatório vc trabalha algumas horas sem precisar encher ele de novo. O meu é um Spin Power de 2Hp. O inconveniente é o barulho que ele faz, quando vc liga acorda a vizinhança rsrsr

      Tem um rapaz que produz uns compressores artesanais utilizando compressores de geladeira, a turma do plastimodelismo usa bastante os compressores, se quiser entrar em contato o nome dele é Roland – aqui o link de sua página: http://www.uniroland.com.br/

      Um grande plastiabraço e boas montagens!

  3. simone

    Oi, Lucas, comprei um aerografo paasche, estou pensando em comprar um compresso sagyma, qual vc me indicaria?
    Att, Simone ([email protected])

    1. Bom dia Simone,

      Tive uma experiência bastante ruim com o compressor da Sagyma, comprei um e depois de alguns meses de uso ele deu problema, o lojista que me vendeu não se importou em querer me ajudar a realizar o reparo, e nenhuma assistência técnica que entrei em contato tinha a peça, depois de um tempo encontrei a peça em uma assistência mas custava quase 1/3 do preço que paguei pelo compressor, achei muito caro e desisti dele.

      Não recomendo Sagyma, pois tive uma péssima experiência de pós venda com eles. Eu uso compressor de pintura mesmo, daqueles médios, é meio barulhento mas depois que encheu o reservatório vc trabalha algumas horas sem precisar encher ele de novo. O meu é um Spin Power de 2Hp. O inconveniente é o barulho que ele faz, quando vc liga acorda a vizinhança rsrsr

      Tem um rapaz que produz uns compressores artesanais utilizando compressores de geladeira, a turma do plastimodelismo usa bastante os compressores, se quiser entrar em contato o nome dele é Roland – aqui o link de sua página: http://www.uniroland.com.br/

      Um grande plastiabraço e boas montagens!

  4. Salvador

    Excelente conteúdo, está de parabéns com esta série que apesar da data de publicação ainda continua muito atual!

    Você saberia me dizer as especificações do Airbrush da Revell? Comprei um quando fui para Alemanha, mas não encontro as especificações (0,7mm? ação dupla? )

    Abração e continue com o ótimo trabalho.

    1. Obrigado Salvador,

      Fico contente em saber que gostou do conteúdo do Blog.

      Quanto ao aerógrafo da Revell, sem ter mais detalhes fica meio difícil de falar.

      Plastiabraços!

  5. Milton Wojahn

    Buenas, então, adquiri 1 aerografo steula bc61 o problema é que ultimamente não está saindo a tinta apenas o ar, e quando testado com água funciona normalmente. Qual o conselho?

    1. Boa noite Milton,

      É difícil de dizer sem ver o aerógrafo, mas acredito que deve haver alguma sujeira no bico ou na parte em que o ar se mistura com a tinta. O ideal seria dar uma desmontada para limpar.

      Dê uma procurada no youtube e você irá encontrar alguns vídeos explicando como limpar o aerógrafo. A maioria está em inglês, mas se você não entende muito bem a língua não tem problema pois dá pra entender como fazer.

      Plastiabraços!

  6. alessandro magno

    Olá por favor estou com um problema com meu aerografo que é um PAASCHE TALON pois bem eu coloco qualquer liquido e dá retorno Ex:sai pelo bico normalmente e por traz perto do gatilho,já fiz de tudo limpei umas trinta vezes e continua do mesmo jeito por favor vocês podem me ajudar?

    1. Oi Alessandro,

      Sem poder ver o aerógrafo (e desmontá-lo) fica um pouco complicado de dizer alguma coisa, mas esse refluxo certamente é devido a algum tipo de sujeira que está interrompendo a passagem da tinta, normalmente o ar e a tinta passam passam em canais separados dentro do aerógrafo e se “juntam” somente lá no final, provavelmente é nesta parte que está o problema.

      Se você usa tinta acrílica tente deixar o aerógrafo de molho em limpa vidros por uma noite, talvez possa resolver.

      Plastiabraço!

  7. Paulo Castro

    Muito bom seu tutorial Lucas.
    Apesar de não ser um iniciante no hobby sempre aprendo alguma coisa lendo seus artigos.
    Plastiabraços
    Paulo

    1. Obrigado Paulo,

      Esta é uma das coisas que acho mais legais do hobby pois sempre temos algo novo para aprender.

      Plastiabraços!

  8. Luciano

    Gostei dos artigos.Parabéns!!
    A qualidade editorial do blog está de parabéns, comparando a qualidade do blog
    com publicações mensais (de banca) de outras áreas como o ciclismo que eu acompanho,
    o blog dá de 10 X 0.

    Estou re-iniciando nos kits ( 1/72) e estou tendo uma dúvida sobre o primer.
    Já testei o Colorgin, até peguei a manha, mas acho muito forte o solvente.
    Não gostei do primer da acrilex.
    O Primer Tamiya é bom mesmo? vai resolver o problema do odor ?
    Aonde eu acho no Brasil ? (tá difícil rs) ou vou ter que importar ? (e esperar 120 dias rs)

    Até comprei um aerógrafo para usar com tintas duco, mas já estou mudando de ideia devido ao odor,acho que vou me manter nas acrílicas.

    Vlw, parabéns pelo trabalho!!!

    Luciano

    1. Muito Obrigado pelos elogios Luciano, fico contente em saber que o conteúdo do Blog está de seu agrado.

      Quanto ao primer, existem duas opções, o primer Tamiya (você encontra na loja Colecionáveis em São Paulo) que na minha opinião é excelente. Você dilui ele em solvente para Laca Nitroceluloce.

      Ou o primer da acrilex, eu particularmente não me dei muito bem com ele, mas acho que é questão de adaptação mesmo. aqui no Blog o Nando_z publicou uma matéria muito boa sobre este primer, de uma olhada no link abaixo:

      https://www.spruemaster.com/index.php/2010/09/usando-primer-acrilex/

      É isso aí, precisando é só chamar!

      Plastiabraço,

  9. Pô, usa máscara! (((:

    Mesmo pra acrílico é bom usar máscara (pintando em área fechada, tem de ser daquelas de dois filtros). É meio desconfortável mas a gente acostuma.

    {}s

    1. Sim, eu uso máscara sempre, mas mesmo assim o cheiro ainda” fica no ar”, prefiro ficar com as menos fedidas srrss

      Valeu !!

  10. Oi Lucas

    Um produto que serve pra remover virtualmente qualquer tinta é o thinner usado pra tinta duco automotiva (o mesmo que lacquer em ingês). Esse negócio destrói qualquer plástico, então vai remover a tinta acrílica do aerógrafo. Eu uso pra limpar o meu depois de aplicar o verniz bi-componente, que é plástico. Só é preciso ter certeza de que está completamente seco antes de voltar a usar, porque se ficar um pouquinho do thinner vai dar problemas com acrílico (aqui em Ribeirão, é só deixar 24hs desmontado que seca).

    1. Com certeza Sylvio, funciona sim, mas eu tenho problemas com o cheiro de solvente, que me dá enxaqueca. Por isso prefiro essas soluções mais simples e menos tóxicas heheeh, mesmo assim obrigado pela dica !!

      Plastiabraço!

  11. Rommel Nóbrega

    Aêêêê Lucas, esse post ficou um escândalo véi!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Muito bom meu amigo, é uma postagem melhor que a outra aqui, parabéns!!!

    Grande abraço!!!

    1. hahahaahah isso mesmo um escândalo ! 😀

      Obrigado meu amigo !

      Plastiabraço

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.