Na bancada ! 

Hawker Hurricane I – Sweet 1/144 – Montagem Completa

A ideia,

Esta foi a foto que me deu inspiração para a criação deste diorama:

Esta aeronave pertenceu ao  ás  da RAF Flg Off Paul Richey.

Nascido em Chelsea, Londres, em 7 de maio de 1916, filho de um australiano e uma irlandesa. Richey entrou para a RAF em 1937, e depois de completar o seu treinamento foi designado para o serviço em 1939, ele voaria o lendário Hawker Hurricane, no 1º Esquadrão de Caça, baseado em Tangmere.

Apenas 5 dias após a declaração oficial de guerra. Em 8 de setembro de 1939 o esquadrão foi movido para a França de onde partia para missões de patrulha durante todo o tempo do que ficou conhecido como Phoney War (Guerra de Mentira) e foi compreendido entre setembro de 1939 e maio de 1940.

Neste período Richey experimentou seus primeiros combates, e abateu um Me109 em 29 de março de 1940. Em maio o periódo da guerra de mentira acabaria e a Blitzkrieg alemã já havia invadido a França e os países baixos.

Começaria então uma série de missões e combates, onde Richey compartilharia o abate de vários aviões. Ele também foi abatido em 15 de maio do mesmo ano, mas não sofreu ferimentos tendo de saltar sobre a França já quase toda ocupada. Richey foi abatido 3 vezes durante toda guerra.

Até o final da Guerra participou de muitas missões, tendo voado em diversos esquadrões, como o 165, 189 e o 609.

Durante todo o período abateu 11 aeronaves e ganhou a distinguished flying cross devido a sua atuação na França.

Richey escreveu um livro intitulado Fighter Pilot, faleceu em 23 de fevereiro de 1989 aos 72, na época a décima edição de seu livro estava para ser publicada. Deixou 5 filhos e uma lição de coragem e amor ao seu país.

O modelo,

Este modelo é o que chamo de pequena joia devido o nível de detalhes para a escala. A montagem é bastante simples e se dá em poucos passos.

Para a pintura utilizei tintas da marca Gunze Sangyo Aqueous. Para ajudar no mascaramento da camuflagem imprimi em papel decalque um padrão da camuflagem, em seguida recortei e apliquei no modelo. Fiz a pintura normalmente sem maiores problemas.

O mascaramento para a parte inferior deu um pouco mais de trabalho e precisou de alguns retoque depois de finalizado.

Precisei corrigir o tamanho dos escapamentos, um tanto exagerados no kit, para tanto cortei praticamente 60% de sua largura

Para dar acabamento fosco utilizei o verniz fosco da mesma marca, e o envelhecimento fiz usando os sets de weathering da Tamiya e tinta óleo diluída com ecosolv.

Para fazer a base, utilizei um porta copos de madeira, apliquei a grama estática (ensinei a fazer um aplicador aqui) e para dar o efeito da grama sendo deitada pelo vento da hélice utilizei um aérografo para soprá-la nesta posição. Para dar um pouco mais de realismo soprei apenas da hélice para trás.

As figuras são da marca Preiser e muito bem injetadas, serviram perfeitamente para compor a cena.

Para fazer a antena utilizei um fio de metal de 0,1mm da marca Albion (a venda aqui), que deu um toque a mais a montagem final.

Este modelo consumiu poucas horas de trabalho, mas o resultado final foi bastante interessante.

Para esta montagem utilizei:

Tintas:

Gunze Aqueous: H72, H80, H1

Tamiya: X18

Aerógrafos:

Iwata Revoltion CR

Testors AZTEC

Grama Estática: Woodland Scenics

Hélice: Propblur – link aqui

O resultado final foi este:

É isso aí e até a próxima!

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

6 Thoughts to “Hawker Hurricane I – Sweet 1/144 – Montagem Completa”

  1. Vlamir 'FІЯЭFФЖ' Bueno

    Apesar de eu não gostar do Hurricane, sei que é um avião importantíssimo na história. O modelinho ficou fantástico. Parabéns.

  2. Rogerio Paiva

    Ficou jóia. Parabéns!

  3. Rogerio 77

    Lindão, eu sempre tive o Hurri entre os meus favoritos.
    Perguntas:
    – qual grama você usou no chão ?
    – você é doido em camuflar sem mascara um avião na 1/144 e conseguir não borrar?
    – qual porquinho você quebrou para conseguir tantas moedas e de diferentes países ?

    1. Obrigado Rogério,

      A grama é da Woodland Scenics,
      Para camuflar e não borrar é só ter mão firme e um bom aerógrafo, para este tipo de pintura eu uso um Testors AZTEC com o bico mais fino (TAN).

      As moedas vieram das minhas andanças mundo afora :p heheheh

      valeu!

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.