Montagens & Tutoriais Tutoriais 

As cores e o plastimodelismo – Uma questão de percepção

Este artigo não tem a intenção de polemizar sobre o assunto muito menos ser mais um artigo sobre cores dentre os centenas encontrados na Internet, mas apenas mostrar que às vezes a “neura” por conta da busca da cor correta pode acabar por tirar a diversão do plastimodelismo e virar uma dor de cabeça. Existe até uma síndrome no meio modelístico chamada AMS (Advanced Modeller Syndrome) que trata sobre esta coisa de querer montar modelos cada vez mais fieis, o modelista fica tão voltado nesse ponto e se esquece da finalidade do hobby que é a diversão.

Lembre-se que em um concurso nem sempre os juízes irão desclassificar um modelo por causa de sua cor, particularmente nunca vi uma comissão de julgamento com chips de cores conferindo os modelos, nem mesmo em concursos no exterior, até porque isso seria quase impossível pense nas aeronaves alemãs da Segunda Guerra Mundial…  outra coisa a lembrar é que esse item não é o mais importante no padrão de julgamento do IPMS, o alinhamento das peças, por exemplo é um fator mais importante que a acuracidade da cor.

Panzer- 005

A tonalidade de cor correta é a que parece estar correta para você.

Mas porque? Primeiro vamos entender um pouco sobre cores.

Diferenças entre cor e tonalidade.

O que é cor?

(ô) s.f. Impressão produzida no olho pela luz, segundo a sua própria natureza ou a maneira pela qual se difunde nos objetos: as cores do arco-íris. Aparência dos corpos segundo o modo como refletem ou absorvem a luz

O que é tonalidade?

Fig. Matiz, gradação de uma cor.

Então como saber? o que fazer?!?!?!

Convido você leitor a fazer o teste de Farnsworth-Munsell 100, em COLORIMETRIA, o sistema de cor Munsell é um espaço de cores que especifica as cores com base em três características: Tonalidade, Luminosidade e Pureza da Cor (hue, lighteness and chroma).

O sistema Munsell foi desenvolvido no ano de 1905, pelo artista e educador, Albert Henry Munsell (1858-1918), como um sistema de ordenamento de cores. Suas especificações tem sido utilizadas na aplicação de testes psicofísicos para avaliação de deficiências na visão de cores.

O teste Farnsworth-Munsell 100-Hue (FM 100) foi originalmente elaborado para avaliar anormalidades congênitas, FM-100

No link abaixo, você pode realizar o teste e verificar o seu resultado.

Se quiser fazer o teste clique aqui ou aqui O Seu resultado foi satisfatório? O meu foi 70, uma pessoa será considerada normal se tiver um resultado menor que 70 (passei perto hahaha). Quanto menor for o resultado, melhor a sua percepção das cores, sendo “0” o melhor resultado possível.

Dessa forma não temos como saber com precisão de 100% que a cor Y é a correta pois ela pode parecer correta para mim e incorreta para você como verá no vídeo abaixo. Não podemos esquecer que além da percepção humana da cor inúmeros fatores influenciam a sua referência começando pelos principais que são tonalidade, luminosidade e pureza.

No caso da reprodução histórica de um modelo outros fatores também poderão influenciar a cor sendo alguns deles o tipo de tinta usado, exposição ao tempo, teatro de operação, alteração da cor devido a radiação solar, referência usada para determinar a cor,  etc.

Assim, como a luminosidade é um fator que influencia a cor utilizar fotos como referência pode ser algo equivocado, porque elas nos enganam a mesma aeronave fotografada em contextos de fundo ou em até em horas do dia diferentes irá apresentar cores diferentes.

Nossa percepção de cores vai muito além do teste Farnsworth-Munsell, pois nossa mente também interpreta as cores “como acha correto”. Convido você leitor a assistir esta pequena palestra de  apenas 18 minutos sobre o assunto. Assista antes de postar qualquer comentário abaixo 😀


Então se as cores que vemos não são assim tão reais como minimizar o problema? Simples: utilizando padrões.

Para tal temos alguns padrões de cores que você já deve ter ouvido falar pelo menos uma vez, os padrões de cores militares (que é o que mais usamos) mais famosos são este abaixo, não vou me aprofundar muito sobre o assunto, pois uma simples procura no Google poderá resultar em milhares de resultados, a ideia é apenas dar uma visão de que eles existem. Cada exército ou força aérea possuía seus padrões, Italianos, Alemães, Britânicos, Americanos e por aí vai (alguns não possuíam padrão algum), os dois padrões mais conhecidos são:

  • Federal Standart (FS.595a/595B)
  • RLM (Reichs Lluftfahrt Ministerium)
Federal Standard  (FS.595a/595B)

Federal Standard 595 é um sistema de descrição de cor e comunicação desenvolvido em 1956 pelo governo dos Estados Unidos. Suas origens remontam à Segunda Guerra Mundial, quando um problema para fornecer especificações exatas de cores para os subcontratantes de equipamentos militares em diferentes partes do mundo tornou-se uma questão de urgência. Atualmente o padrão utilizado é o FS 595C. Muitas forças militares ao redor do mundo se baseiam neste padrão de cores, inclusive o Brasil.

Este é um dos padrões mais simples de entender, vamos tomar por exemplo o código de uma cor:

34127 – Light green camouflage

Como decifrar esta cor?

Os primeiros dígitos podem ser 1, 2 ou 3 e significam respectivamente:

1 – Brilhante
2 – Semi Brilho
3 – Fosco

Dessa forma já sabemos que nossa cor é fosca.

O segundo dígito indica o grupo de cores principal da cor, e varia de 0 a 9 sendo eles:
0 = marrom
1 = vermelho
2 = laranja
3 = amarelo
4 = verde
5 = azul
6 = cinza
7 = outros (branco, preto, violeta, metálico)
8 = fluorescente

Agora já sabemos que nossa cor é fosca e predominantemente verde, o números restantes (do terceiro ao quinto) indicam a intensidade. Menor valor indica uma cor mais escura (000), maior valor – uma cor mais clara (999), sem qualquer outro significado. Os números foram atribuídos com aberturas para permitir a adição de novas cores. Por isso atualmente já temos o padrão FS595C.

Para saber um pouco mais sobre o padrão Federal Standard clique aqui. Se você quiser comprar os chips de cores FS existem algumas empresas que os vendem, você pode comprar aqui.

RLM (Reichs Luftfahrt Ministerium)
As aeronaves alemãs da Luftwaffe na Segunda Guerra Mundial também foram pintadas com tintas padronizadas. As cores foram registradas utilizando um código chamado RLM (ReichsLuftfahrtMinisterium). Existiam até regulamentos que determinavam onde e quando as cores deveriam ser usadas. O grande problema é que a maioria das fontes de referência se perderam e determinar com exatidão as cores alemãs é uma tarefa até hoje não cumprida. Um outro agravante é que muitas aeronaves saíam das fábricas com pintura padrão e recebiam a sua camuflagem nos esquadrões já em campo de batalha, e pra agravar ainda mais a situação as tintas eram produzidas por diferentes fabricantes dentro do território ocupado alemão e a falta de matéria prima atrapalhava em muito a possibilidade de se manter um padrão.

As cores alemãs são um assunto um tanto extenso e controverso no meio modelístico, adorado por aqueles que gostam de polemizar nos sites por aí rsrsrs

Existem inúmeros sites sobre o assunto, bem como publicações, vale a pena dar uma pesquisada. O site Cybermodeler tem um artigo bem interessante sobre as cores RLM, clique aqui.

 O Efeito Escala

Como o meio com que se vê a cor também influencia a sua tonalidade, alguns modelistas acham por bem adicionar um pouco de branco nas cores de seus modelos para simular o efeito da atmosfera, existem algumas tabelas do percentual de branco que deve ser adicionado para cada escala (novamente Google para encontrar sobre isso). Alguns acreditam ser o correto, outros não, esta também é outra discussão bastante inflamada nos fóruns e grupos por aí.

Particularmente acredito que adicionar branco a tinta não irá corrigir a tonalidade/luminância de uma cor com a precisão desejada afinal a cor da atmosfera muda de acordo com a hora do dia, isso é mais perceptível ao amanhecer e entardecer, ou até mesmo em seus contexto, no deserto por exemplo com partículas de areia no ar…. Cabe a você modelista escolher entre usar ou não.

Alguns links adicionais:

Excelente website de referência de cores específicas para o modelismo está aqui.

Website para conversão de cores entre padrões e fabricantes de tintas, clique aqui

Artigos publicado no Blog sobre tintas clique aqui.

O ponto mais importante que quero chegar com este post é:Jamais se esqueça que o plastimodelismo é apenas um hobby, e a finalidade é se divertir. Se a cor parece certa pra você, coloque o kit na bancada e divirta-se! afinal essa é a finalidade de qualquer hobby.”

É isso aí e até a próxima!

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

27 Thoughts to “As cores e o plastimodelismo – Uma questão de percepção”

  1. CEZAR SILVA

    Tenho um b.787 na bancada p/ pintar. como não tenho quantidade sufieciente da tinta tamiya branco brilhante para pintá-lo, terei, pelo jeito que usar as tintas Duco banco brilhante, mas mesmo assim dificilmente a cor fica totalmente brilhante, o que ´é uma chatice quando se fala de jatos de linha aérea.
    mencionei a tinta daTamiya branco brilhante pois ela é realmente branco e brilhante, basta insistir na aerografada que a pintura sai direitinho. Como as lojas de modelismo em São Paulo não trazem Tamiya voltamos a apelar na hora da pintura. O tom de branco deles é perfeito. mesmo com o passar do tempo ela não amarela, porem minha mensagem de alerta, é: Há muita falta de padronização nos materiais de acabamento, o que ocasiona a demora em concluir a montagem de nossos modelos!!!
    obrigado pela atenção.

    1. Cezar,

      As tintas brancas da Gunze (código H1) produzem resultados tão bons quanto as Tamniya, você ainda encontra delas em algumas lojas por aqui.

  2. Vladimir

    Olá pessoal, realmente a questão de tonalidades de cor, principalmente os “CINZAS” para a aviação da marinha norte americana, essa é geradora de stress. E quando você procura o número na instrução do kit e vai procurar em algumas tabelas para a conversão dificilmente batem as referências.

  3. Leandro Leite

    Uma vez montei um modelo do B17F “Memphis Belle” e ele vinha com um padrão de camuflagem, depois de muito pesquisar descobri que não era de fato camuflagem e sim tinta fresca aplicada sobre a superfície danificada durante a batalha.
    No fim a cor padrão da aeronave era um verde oliva desgastado pelo Sol e a “camuflagem” seria o verde oliva de fábrica, impossível manter precisão de cor quando falamos de aeronaves reais.

    1. Boa Noite Leandro,

      Obrigado pelo seu comentário, você tem toda razão, inclusive os alierons, profundores e lemes costumavam “desbotar” a pintura pois eram feitos com entelagem e não metal, o que depois de um tempo de exposição ao sol os deixava com cores diferentes.

      Essa “neura” toda que o pessoal tem com cores é algo sem propósito, se a cor parece a certa, então está certa!

      Plastiabraços e boas montagens!

  4. Leonardo

    Muito legal o artigo, Lucas! Concordo em gênero, número e grau em relação a questão das cores e sou adepto da filosofia de que a cor certa não existe, mas sim uma percepção pessoal da mesma.

    Sobre o teste, achei muito interessante e saiu esse resultado:
    Pontuação: 0
    Gender Masculino
    Selecionar faixa etária 20 – 29
    Best score for your age range 0
    Worst score for your age range 128

    Abs
    Cebolinha

  5. Jorge Ferronato

    Eita zerei.
    Mas não sou neurótico com cor, ou em montar um modelo 1000% fiel a um modelo real. Concordo com você, a finalidade de nosso hobby é a DIVERSÃO.

    Pontuação: 0
    Gender Masculino
    Selecionar faixa etária 40 – 49
    Best score for your age range 0
    Worst score for your age range 102

    Grande abraço.

  6. vinicius

    Eu tenho varios tons de cinza da tamyia, ai to montando um kit e vejo q eu preciso de um cinza q eu nao tenho. Vc sabe algum lugar q me informa como fazer um tom de uma cor a partir das cores q eu tenho?

    1. Vinícius, eu desconheço algum site ou tabela que informe mistura de cores, este site aqui oferece uma tabela de conversão que considero a mais atualizada no momento.

      Plastiabraço!

  7. Sandro Moretti

    O meu teste também deu 8!!! Muito bom este artigo. Parabéns!!!

    1. Muito bom Sandro, fico feliz que gostou do artigo e percebeu como cada um vê as cores de um jeito!

      Plastiabraços e obrigado por deixar seu comentário!

  8. Jefferson Conti

    mamãe!! zerei esse negocio!
    eu mexo com ferreomodelismo, muito show esse site/blog
    Based on your information, below is how your score compares to those of others with similar demographic information.
    Your score: 0
    Gender: Male
    Age range: 30-39
    Best score for your gender and age range: 0
    Highest score for your gender and age range: 1520
    0 ( Perfect Color Acuity )99 ( Low Color Acuity )

    1. Bom dia Jefferson,

      Pra você ver que esse negócio de cores é sempre uma “neura” a mais e completamente desnecessária.

      Um grande plastiabraço e fico contente que gostou do Blog!

  9. Claudio Moura

    Lucas, artigo muito bom, colocações pertinentes, argumentações bastante embasadas, enfim, além de técnico, mostrou também o quão sujeitos a erros todos nós estamos ao interpretar cores. Mesmo eu, que pontuei 8!!! rsrsrs

    Based on your information, below is how your score compares to those of others with similar demographic information.
    Your score: 8
    Gender: Male
    Age range: 40-49
    Best score for your gender and age range: 0
    Highest score for your gender and age range: 378079
    0 ( Perfect Color Acuity )99 ( Low Color Acuity )

    1. Muito bom Cláudio! uma pena que o pessoal não leve esse assunto a sério e prefira continuar com as discussões inúteis de sempre….

      Plastiabraços!

  10. Marco

    Tirei 11
    Na boa, pintei um F/A 18 e Italeri seguindo os FS do manual (36375 e 36320), para comparar com o F/A 18 e revell que montei fazendo os cinza no olhometro misturando acrilex e acho que o da revell/acrilex tabajara se parece mais com os das fotos que tem nas caixas e na internet hehe
    Minha opiniao é que mesmo procurando a tonalidade certa da tinta não da em nada pois o fundo pode mudar completamente o resultado final. Por isso nao se deve ser neurotico com essa parada de cor. Basta olhar os carros novos onde mesmo usando a mesma tinta, o parachoques fica tem a tonalidade diferente da lataria.

    1. Isso ai Marco!

      E no fim das contas o que vale mesmo é a diversão na bancada!

      Plastiabraços

  11. Eduardo Aranha

    Excelente artigo. Gostei muito das informações sobre os padrões. Hoje eu procuro bastante as fotos de referência e se for a mesma matrícula eu opto por deixar o mais parecido possível. Sei que mesmo a câmera afeta a cor final, mas acho que expor um avião e no fundo botar uma imagem da máquina real até na mesma matrícula fica legal. Afinal o modelo nada mais é que uma imagem tridimensional.

    1. É bem por aí Eduardo!

      Obrigado pelo comentário.

      Plastiabraços!

  12. Fantástico, o meu foi 16

    Online ColorIQ Challenge Results
    Your score: 16
    FM Hue Test Results

    Based on your information, below is how your score compares to those of others with similar demographic information.

    Your score: 16
    Gender: Male
    Age range: 50-59
    Best score for your gender and age range: 0
    Highest score for your gender and age range: 378079

    1. Que bom que gostou Osmar!

      Obrigado por comentar.

      Plasrtiabraços!

  13. Helerson M. Maciel

    Eu já fui neurótico, confesso!
    Mas acredito que todo modelista já quis chegar o mais próximo possível da realidade em sua bancada, veja pelo inúmero de itens para complementar o kit deixando-o mais real possível.
    Creio ser uma evolução natural de cada modelista. Começamos com a brincadeira e depois queremos uma brincadeira quase perfeita kkkk.
    Antes se o FS não estava correto, já encaixotava o kit até adquirir a cor “correta” mas hoje, se o padrão do verde ou qualquer outra cor se assemelha ao que pede o manual, é esta mesma que irei usar.
    O que vale é a diversão.
    Parabéns pelo artigo.

    1. Isso mesmo!! e no final o que vale a diversão!

      Plastiabraços!

  14. Paulo Roberto (paulors)

    Excelente artigo Lucas! Parabéns!

    Fiz o teste. Tirei 27.

      1. DUILIO C JR

        SAUDAÇÕES LUCAS, TIREI 4 NO TESTE,NÃO ACREDITEI KKKKKKKKK, ABRAÇOS

        1. Hahaha tá vendo só, não tem como dizer que a cor é correta se nem todo mundo vê a cor do mesmo jeito!

          Plastiabraços

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.