História & Modelismo 

Resultado da PNP – Pesquisa Nacional do Plastimodelismo – 2017

Pois é nobre leitor, finalmente os dados foram processados e como prometido, serão divulgados!

Antes de mais nada, quero deixar meu agradecimento aos mais de 1200 modelistas que dedicaram um pouquinho de seu tempo para responder a pesquisa, a todos que ajudaram a divulgar e tantos outros que de uma forma ou de outra contribuíram para que tudo isso fosse possível.

Todo o árduo trabalho da pesquisa e o seu resultado certamente irá ajudar a traçar estratégias de mercado para os lojistas, importadores e fabricantes. Afinal, a pesquisa desenha um excelente perfil do modelista mostrando sua renda, sua escala e temática preferida, os tipos de insumo que consome entre outras informações primordiais para aprimoramento logístico e vantagem competitiva.

Outro fator interessante da pesquisa é a quebra de paradigmas, pois muitas informações sobre nosso hobby até então eram baseadas em universos pequenos, como por exemplo concursos, e a pesquisa mostrou que 60% dos modelistas sequer vão a eventos. Porém quem vai a eventos realiza compras nas lojas presentes comprovando que este pode ser um bom investimento para os lojistas

A pesquisa também revelou as escalas preferidas dos modelistas: 1/72 e 1/48 respectivamente.

Enfim, creio que a pesquisa irá ajudar a todos, sejam eles importadores, organizadores de eventos, lojistas e todos os envolvidos no plastimodelismo no Brasil.

 

Então como ficou o plastimodelista “padrão” brasileiro?

Vamos chamá-lo de SprueMan.

Sprueman tem 50 anos mora no estado de São Paulo. Tem ensino superior, é formado na área de ciências exatas e trabalha no setor público. Ganha mais de 5 salários mínimos. Pratica o plastimodelismo há mais de 20 anos, começou a montar ao 15 anos de idade. Suas principais fontes de informação são Blogs e Sites Especializados principalmente o fórum Webkits, e a Internet é sua principal fonte de referência para suas montagens.

Sprueman finaliza 2 kits por ano e geralmente dedica 4 horas por semana para suas montagens, em seu estoque tem uns 15 kits. Ele monta kits Tamiya na escala 1/72  e também 1/48, e seu tema principal é aviação militar hélice mas de vez em quando monta jatos. É motivado pelo prazer da montagem, e a falta de tempo sempre é o que mais atrapalha suas montagens.

Sprueman gosta de pesquisar em livros relacionados ao hobby e não curte muito assinar revistas, porém sempre compra a Fine Scale Modeller. Ele também não vai a concursos, porque sempre acontecem longe demais de onde ele mora. Ele somente usa tintas acrílicas da Tamiya em seu aerógrafo Sagyma. A maior parte de suas compras faz em lojas no no Brasil principamente na loja Horiginal, e quando compra no exterior gosta de comprar no Ebay.

Divide suas montagens entre materiais próprios para o modelismo e os caseiros.

Porque a demora para a divulgação?

Essa foi a principal questão que recebei nos últimos meses, e a resposta é simples: cometi o erro de deixar algumas questões em aberto e o pessoal não era objetivo nas respostas, por exemplo na Questão qual a sua loja preferida, o pessoal respondia a loja e ainda justificava porque comprava nela rsrs.

Tivemos (eu e a Ludmila) que ler as respostas uma a uma para que pudéssemos computar, isso sem dizer que em algumas pessoas não entenderam a pergunta e deram uma resposta totalmente equivocada.

O engraçado é que surgiram algumas pérolas na pesquisa como as famosas pérolas do ENEM, vou fazer depois um post só para elas. Definitivamente o plastimodelista é muito bem-humorado! hahah

Metodologia da pesquisa

Realização: Blog Spruemaster

Período de coleta de dados: Jan-Ago 2017

Método de coleta de dados: Foi disponibilizado na internet um formulário com as questões para que os plastimodelistas respondessem às perguntas por livre e espontânea vontade.

Total de respostas: 1313

Total de respostas válidas: 1209

Total de respostas inválidas: 104 respostas foram excluídas pois aconteceram mais de uma vez. As respostas foram identificadas por meio de nome e e-mail. Algumas pessoas chegaram a responder a pesquisa 4 vezes.

Margem de erro: Em torno de 3% uma vez que em algumas questões, principalmente as abertas, ficou evidente que o modelista, ao preencher, não entendeu a questão e forneceu uma resposta equivocada.

Forma de divulgação: Na página do Blog, sites parceiros, fóruns e redes sociais ligadas ao modelismo.

O que aprendemos?

A pesquisa revelou dados bem curiosos. Quase 50% dos modelistas do Brasil (46,4%) estão concentrados apenas no estado de São Paulo.

48% dos modelistas praticam o hobby há mais de 20 anos, e apenas 13% praticam o modelismo a menos de 5 anos, o que comprova o que já se discute muito por aí, que o nosso hobby tem pouca renovação de praticantes…

As fontes de informação são as mais variadas, sendo que a grande maioria delas se concentra na Internet, ou seja, os modelistas deixaram de consumir material impresso como fonte de referência.

45,7% dos praticantes tem formação de nível superior e destes, 68,1% são formados nas áreas de exatas ou humanas.

Definitivamente nosso hobby é caro, comprovado mais uma vez pela renda dos praticantes, onde 42,8% possui renda acima de 5 salários mínimos e 12% com 3 salários mínimos.

Uma boa parte dos modelistas iniciou na infância, cerca de 25,5% dos praticantes iniciaram antes dos 10 anos de idade, entretanto 41,2% iniciou entre os 11 e 20 anos de idade.

44,1% dos modelistas finalizam entre 1 e 3 kits por ano, sendo que 41,9% dos entrevistados disseram ter entre 10 e 20 kits guardados, ou seja, ter kits guardados em casa não é um problema só seu, é geral!

A temática mais montada é aviação militar hélice (19,2%) seguida por aviação militar jatos (15%) e Militaria Segunda Guerra Mundial (13,3%). Sendo as escalas preferidas 1/72 (24,8%), 1/48 (24,3%) e 1/35 (16,6%). Comprovando mais uma vez que o modelista brasileiro gosta mais de montar aviação.

A marca de kits preferida dos modelistas foram: Tamiya (35,3%) e Revell (18,6%).

O modelista brasileiro tem pouco tempo para se dedicar à bancada. 43,1% dos entrevistados disseram se dedicar no máximo 4 horas por semana para a montagem, isso é comprovado no que mais desmotiva o modelista a montar 23,2% disseram que a falta de tempo é um fator desmotivador.

28,2% dos modelistas disseram que a maior motivação para o hobby é o relaxamento que ele proporciona.

Quanto ao hábito de leitura, 22,9% disseram que leem entre 2 e 4 livros por ano, e 42% disseram que não leem livros relacionados ao hobby, apenas os usam como referência.

As revistas mais citadas foram Fine Scale Modeller (35,4%), Asas (14,9%) e Em Escala (6,3%).

Curiosamente 56,4% dos entrevistados disseram não participar de convenções ou concursos, porém uma grande parte dos modelistas disse participar entre 1 e 3 eventos por ano (ver gráfico).

Os maiores motivos para participar de concursos são: Encontrar os amigos (18,2%) e Me inspirar para montagens vendo o trabalho dos outros (18%). 66,4% dos modelistas que vão a concursos disseram realizar compras nestes locais.

A maior desmotivação dos modelistas para participar dos eventos é a distância. 28,5% disseram não participar de eventos porque eles acontecem muito longe de suas casas, outros 21,7% disseram que não se interessam por eventos.

Quanto à tintas, 71,3% dos modelistas disseram que preferem usar tintas acrílicas solúveis em água, sendo a marca Tamiya (19,9%) a mais citada entre elas.

47% dos entrevistados disseram realizar suas compras exclusivamente em lojas no Brasil, sendo as três lojas preferidas: HOriginal (citada 258 vezes), Mais Modelismo (citada 227 vezes) e HTC (citada 177 vezes). Entre as lojas no exterior mais citadas estão: Ebay (citada 275 vezes), Hobbyeasy (citada 176 vezes) e Hannants (citada 150 vezes)

Quanto à marca de aerógrafos preferidas, 17% dizem usar Sagyma, 12,8% Gatti e 12,2% Badger, importante salientar que outros 17% disseram usar “outras” marcas (ver gráfico)

Quanto ao uso de material próprio houve um empate técnico entre materiais próprios e materiais caseiros

A próxima edição da pesquisa está prevista para acontecer em 2020, nos vemos lá!

Para baixar os gráficos da pesquisa, clique aqui.

É isso aí e até a próxima!

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

16 Thoughts to “Resultado da PNP – Pesquisa Nacional do Plastimodelismo – 2017”

  1. Delzio Emidio Mata

    Lucas, parabéns pelo excelente trabalho informativo, nessa pesquisa. Aproveitando a oportunidade do seu blog, gostaria de deixar uma sugestao: haveria possibilidade dos grande grupos de plastimodelismo nacional como GPPSD é o GPC, entre outros q não me vem à memória, se unirem e promoverem eventos em outros centros. Poderia usar o resultado de sua pesquisa e definirem esses centros. Não sei se me fiz entender. Muito obrigado.

    1. Oi Delzio,

      Fico feliz em saber que a pesquisa forneceu informações úteis. Quanto aos eventos de modelismo, é um tanto quanto complicado o pessoal se unir para fazer mais eventos, o ideal seria existirem mais grupos de modelismo, pois assim cada grupo poderia realizar o seu evento em sua cidade.

      Infelizmente as redes sociais estão “matando” os grupos físicos, e tenho visto apenas eles se acabarem…

      Um grande plastiabraço!

  2. Oi Lucas.
    Parabéns por este importantíssimo trabalho de pesquisa que certamente demandou muito de seu tempo. Os resultados encontrados estão apresentados de forma muito profissional e revelam detalhes que ajudam a traçar o perfil do plastimodelista. Seu esforço certamente resultará em melhorias e novidades para o mercado brasileiro de plastimodelismo nos próximos anos.

    1. Oi Sérgio,

      Fico muito contente em saber que gostou do trabalho, espero que realmente a pesquisa possa ajudar a todos!

      Um grande plastiabraço e conte sempre com minha ajuda.

  3. Sergio

    Lucas, boa tarde!
    Gostei muito de ver o resultado da pesquisa, me situo entre o Sprueman médio. Fiquei surpreendido que existem felizardos que conseguem montar mais de 22 kits por ano, consigo finalizar em média dois/ano. Fiquei só com uma dúvida, na faixa etária tinha o dinossauro (quase me coloquei nela) mas não vi ninguém, para ser dinossauro tem que estar em que década de vida? kkk
    Parabéns para você e para a Ludmila pelo trabalho.
    Plastiabraços
    Sergio

    1. hahaah que bom Sérgio, eu fiquei de fora de praticamente todas as características do Sprueman 🙂

      Os dinossauros foram poucos e o percentual ficou inexpressivo no gráfico por isso não apareceu

      Um grande plastiabraço!

  4. Vindo de você não poderíamos esperar outro resultado senão a excelência, parabéns, trabalho impecável.

    1. Grande Brisa!

      Muito obrigado! Juntos somos mais fortes!

      Um grande plastiabraço!

  5. Rommel Nóbrega

    Definitivamente é a pesquisa mais importante dentro do modelismo!

    1. opa!

      Fico muito contente em saber que de alguma forma ela poderá ajudar!

      Plastiabraço meu amigo!

  6. Rudyballa PlastModel

    Muito legal a pesquisa Lucas, só achei falta da questão ( Automóvel civil ), provavelmente deve ser tão pequeno o efetivo no país que não foi relevante comentar, mas mesmo assim, parabéns pela iniciativa…

    1. Olá Rudyballa,

      Obrigado por dedicar parte do seu tempo para deixar um comentário aqui no Blog.

      Fico contente em saber que gostou da pesquisa, eu comentei somente os maiores resultados de cada categoria, porém se olhar o gráfico 12 verá as escalas de automóveis mais comuns (1/24 e 1/20) e o gráfico 13 também consta quem monta veículos civis de passeio e competição.

      Plastiabraço!

  7. Felipe

    Tirando ser modelista há mais de 20 anos, o resto não tem absolutamente nada a ver comigo…

    1. Pois é Felipe,

      A pesquisa tem essa finalidade mesmo, revelar o modelista médio brasileiro.

      Plastiabraços!

  8. Ronaldo C. S. Magalhães

    Muito bem, Lucas.
    Parabéns pela iniciativa, pelo trabalho de análise dos dados e pela sua divulgação. Até para ler o relatório final demanda um certo tempo.

    Que a pesquisa sirva de fundamento para iniciativas e investimentos no hobby e como reflexão para os praticantes.

    1. Legal Ronaldo!

      Fico contente em saber que achou bacana a pesquisa!

      Plastiabraço!

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.