Ficção/Anime Reviews 

Review 1/72 Victory 357 Hawk – AMP #7210

A história do Victory 357 Hawk,

Victory 357No início de 1929, Thomas T. Brown publicou um artigo na prestigiosa revista Science and Invention. O título do artigo era simples: Como eu controlo a gravitação. No entanto, o assunto era tudo menos simples. Brown provou que usando eletrogravítica ele poderia controlar a gravidade. Ele descobriu um efeito incomum ao fazer experiências com um tubo de Coolidge, um tipo de tubo de vácuo de raios-X onde, se colocado em uma escala de equilíbrio com o eletrodo positivo do tubo voltado para cima, a massa do tubo parecia diminuir, quando voltado para baixo a massa do tubo parecia aumentar.

Ele elaborou que, se usando voltagem alta o suficiente gerada por um motor poderoso, qualquer objeto poderia ficar sem peso. É claro que isso não passou despercebido nem pelos americanos nem pelos soviéticos, com a determinação posterior de desvendar o mistério da gravidade o mais rápido possível. Imediatamente após a segunda guerra mundial, um setor especial foi estabelecido pelo Instituto de Problemas Físicos (Институт физических проблем имени П. Л. Капицы РАН) em Moscou. Depois de alguns anos, o setor se desfez e se tornou um centro de pesquisa de propulsão por controle de gravidade. Logo os testes em grande escala provaram que de fato a gravidade podia ser controlada. Um dos experimentos mostrou que um bloco sólido de grafite com uma massa de 500 kg não pesa o normal 4903 N, mas apenas 3.236 N. Apenas 66% do peso original. A próxima fase, é claro, foi mover essa nova tecnologia do laboratório para o campo. Sem poupar tempo, um veículo especial, Victory 357 (Победа 357), foi desenvolvido. Era basicamente um ekranoplan usando três pequenos motores a jato para propulsão horizontal e um enorme gerador Kuznetsov NK-12 de 15.500 HP para alimentar elementos eletrogravíticos. O gerador forneceu eletricidade suficiente para reduzir o peso do veículo de 160.000 N (16.315 kg) para 85.000 N (8.667 kg), tornando-o um ekranoplan razoavelmente ágil com capacidade de voo limitada. O Victory 357 era um demonstrador de tecnologia e tinha pouco espaço para tripulação ou carga. Mas foi o primeiro passo para o mundo dos veículos modulados pela gravidade.

Victory 357Essa história parece ficção não é mesmo? E é! A ideia do Victory 357 pertence ao artista esloveno Andrej Troja. Seus trabalhos são na grande maioria do universo com steampunk e diesel punk. Suas ilustrações e conceitos podem ser encontrados em plataformas como Artstation ou em seu website.

O bacana disso tudo foi que o pessoal da AMP notou seu trabalho em história alternativa, e agora o Secret Project Victory 357 Hawk foi transformado em um kit na escala 1/72 . A descrição indica que este é um ekranoplan de transporte, mas você precisa entender que este é um modelo de ficção, e não algo para ser levado a sério 😉

 

 

O Kit,

victory 357Este kit do Victory 357 é composto de 70 peças divididas em 4 sprues injetados em cinza e um para as transparências. O kit também inclui uma folha de photoetched e máscaras para pintura em vinil. Além da folha de decalques.

O que chama a atenção ao abrir a caixa é o manual, impresso em tamanho ofício, com instruções claras e coloridas. Não há indicação de cores para o interior, mas como essa é uma aeronave fictícia o modelista tem a liberdade de fazer nas cores que desejar, eu faria em cockpit turquoise (aquela cor dos interiores dos aviões soviéticos) no total são apenas 15 passos de montagem e ao que tudo indica parece que será uma montagem tranquila.

O interior é bem detalhado e inclui assentos, manche, pedais e painel de instrumentos formado pela combinação de um decalque e photoetched. A injeção do kit é boa com detalhes em alto e baixo relevo, não há pinos de injeção visíveis e poucas rebarbas. O manual omite a localização de uma peça de photoetched, que deverá ser colocada à frente do radiador.

Os decalques parecem bem impressos e com filme fino, acredito que não haverá problemas ao usá-los.

Onde comprar,

Este kit foi comprado no ebay por 175 Reais + frete e emprestado pelo modelista “Zé Moi” para que eu pudesse fazer o review. Obrigado Zé!

Plastiabraços e até a próxima!

 

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

5 Thoughts to “Review 1/72 Victory 357 Hawk – AMP #7210”

  1. sergio

    Bom dia!
    hahaha. Boa história de ficção. Parece com aqueles artigos científicos de primeiro de abril. o Ekranoplan já é bem esquisito, mas esse radiador é mais ainda.
    Gostaria de ver depois de pronto. O Zé Moi poderia fazer u’a matéria com ele.
    Plastiabraços
    Sergio

    1. hahaa pois é eu também fui pego por esse texto huahauha

    2. Zé Moi

      Olá Sergio. Devo montar esse kit em breve e Já combinei com o Lucas, vou fazer uma matéria com ele. Imagino que vá ficar bem legal. Abraço. Zé Moi.

  2. Ronaldo Magalhães

    Parabéns, Lucas! O artigo ficou ótimo. Fui lendo e pensando: que história é essa de “eletrogravítica” e “anular a gravidade”? Lá pelas tantas me convenci que era uma ficção. Uma boa história e bem narrrada. O kit é bem interessante, me lembrou o “Grumobile” da animação “Meu Malvado Favorito”.

  3. Zé Moi

    Lucas, meu amigo, este post ficou show (como sempre)! Rica informação técnica e histórica. Neste caso, uma história de ficção. Eu confesso que não sabia de toda essa história sobre o Victory 357. Andei lendo sobre o efeito solo e os aparelhos Ecranoplans soviéticos, como o RFB X-114 e o Bartini Beriev VVA-14, mas não tinha conhecimento desta obra de ficção de Andrej Troja. Fiquei louco por este kit pois, como você sabe, curto muito os estilos steampunk e diesel punk. Vai ser ótimo montar esse kit. Parabéns pelo review…ficou ótimo. Grande abraço.

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.