História & Modelismo 

Visitando a Fábrica da EDUARD na República Tcheca

Entre os meses de Setembro e Outubro de 2011 estive na República Tcheca para conhecer os patrocinadores do Spruemaster, visitar meus amigos, os museus, o E-day, enfim, foi uma viagem voltada ao plastimodelismo.

Tive essa grande chance de realizar um dos meus maiores desejos pessoais: conhecer uma fábrica de Plastimodelos, onde os nossos sonhos nascem…. E consegui realizá-lo de forma que considero em grande estilo, pois visitei nada mais nada menos que a fábrica da EDUARD ! que eu considero uma das melhores da atualidade.

Para chegar até a EDUARD pegamos um trem em Praga com destino a Teplice, onde meu amigo Petr Kovář proprietário da Modelimex (que oportunamente falarei aqui no Spruemaster) estava nos esperando.

Conhecemos a Modelimex em Teplice e de lá fomos até a cidade de Obrnice, que fica a cerca de 20km de Teplice, para conhecer a sede da EDUARD..

A empresa,

A EDUARD, foi fundada em 1989 na então Tchecoslováquia (atual República Tcheca), eles produziam photoetcheds, e somente em 1993 os primeiros kits foram injetados (Sopwith Baby e o Sopwith Schneider ambos na escala 1/72). O sucesso dos modelos foi bem grande e a quantidade lançamentos aumentou com o passar do tempo, contando inclusive com a co-operação do pessoal da Classic Airframes.

Em 1997 eles mudaram para um novo local na cidade de Obrnice ( no distrito de Most) uma pequena e pacata cidade com cerca de 2600 habitantes (senso de 2006). Nas novas instalações puderam aumentar a capacidade de produção bem como utilizar novas tecnologias de produção de moldes.

Atualmente a EDUARD conta com cerca de 100 funcionários, e uma linha de modelos que vão desde modelos da Primeira Guerra Mundial até os modelos da atualidade, nas escalas mais variadas, além de uma linha imensa de Photoetcheds, e agora a nova linha de detalhamentos BRASSIN.

Para conhecer mais sobre a EDUARD e sua linha de produtos, visite o site da empresa aqui.

A visita,

Visitei a Eduard acompanhado do Nando_z (que viajou comigo para a República Tcheca), e meu amigo Petr Kovář.

Fomos recebidos na EDUARD por Karel Pádár, que eu já havia conhecido no E-day alguns dias antes, e por František Toman que conheci  no aeroclube de Slaný onde fiz um excelente voo de planador.

O Sr. Pádár me deu muitas explicações sobre como é o processo de desenvolvimento de um kit, da concepção do modelo até o kit sair injetado, são necessárias cercas de 2000 horas de trabalho, envolvendo muitas pesquisas e desenvolvimento. Para tanto a empresa tem uma biblioteca de fazer qualquer apaixonado por aviação ficar louco.

Um detalhe curioso é que os escritórios da empresa são um show a parte para quem gosta de aviação, peças originais de aeronaves podem ser vistas por todos os lados, capôs, freio aerodinâmico de MIG-21, hélices, mostradores, enfim, para cada lado que você olha, vê  uma parte de alguma aeronave conhecida. Isso mostra todo cuidado em produzir modelos o mais fiéis possíveis a realidade, e prova o porque dos kits da EDUARD serem tão bons.

O primeiro departamento que visitamos foi o de produção de decalques e de colorização de Photoetcheds, máquinas automáticas processam uma cor de cada vez, em um processo simples de estamparia. Eu sempre imaginei que fazer a parte colorida dos PE´s fosse um processo ultra complicado, mas não é, é somente a utilização de forma inteligente de uma tecnologia bem comum.

A EDUARD é divida em setores, visitamos em seguida o setor de desenvolvimento de kits, e da linha Brassin, tudo realizado em computadores utilizando ferramentas CAD e 3D e o mais incrível é que eles não fazem testes antes de produzir, tudo vai direto do computador para o molde !!

As únicas coisas que realmente são testadas a exaustão são os sets de photoetched, aliás você vê kits para testes de encaixe das peças praticamente em todas as mesas, sempre há alguém ajustando, testando, tudo para garantir um produto livre de falhas. Acredito inclusive que a mão de obra para um trabalho destes não deve ser muito fácil de ser conseguida, uma vez que o funcionário além de modelista, precisa entender de engenharia, processos de produção, ter conhecimento de desenho e projeto técnico além de conhecimentos nas ferramentas que vai utilizar no computador.

Vimos o processo de produção dos photoetcheds e tudo é produzido na própria EDUARD, o layout, fotolito, revelação, etc… visitamos todas as partes do processo de produção, inclusive a sala onde os produtos corrosivos são aplicados para a fabricação final do PE, uma curiosidade interessante é que os PE prateados, na verdade são de latão, mas levam um banho de um produto especial para ficar com cor diferente, o material na verdade é exatamente o mesmo.

Em seguida visitamos a sala onde os kits são embalados, uma coisa interessante da EDUARD é que eles não tem assim um estoque dos kits prontos, todas as peças são embaladas e separadas, e de acordo com as vendas os kits são montados nas caixas. Isso economiza espaço na área de estoque. O trabalho de injeção dos kits também é bastante interessante, sendo produzidos “on-demand”, quando a EDUARD vai injetar um kit, ela avisa aos distribuidores quais os kits que serão injetados nos próximos meses, assim os distribuidores fazem os pedidos antecipadamente e a empresa produz a quantidade de kits necessária, com uma pequena sobra de estoque.  Muito inteligente 😉

Na parte  inferior do prédio (que na época comunista era um supermercado, uma a placa ainda está lá…) está a parte de ferramentaria, onde peças que irão compor os moldes são usinadas por meio de eletroerosão e CNC. Algumas pequenas correções nos moldes são feitas por um setor de metalurgia dentro da empresa, entretanto os moldes principais não são produzidos pela EDUARD, sendo estes terceirados para outras empresas.

Aliás a palavra terceirização e parceria é algo muito comum na República Tcheca, com muitos fabricantes compartilhando know how, como por exemplo a fabricação de decalques, injeção de kits e de resina. Há uma cooperação entre os fabricantes de kits, e a EDUARD produz decalques, set´s de PE e resina para outros fabricantes, assim como outros fabricantes produzem decalques e resinas para eles também. Isso é algo para ser aprendido por nós brasileiros, pois em meio a essa cooperação todos saem ganhando.

Na área de injeção, máquinas modernas fazem todo o processo praticamente todo automatizado, com máquinas próprias para injeção de árvores de kits e uma especial somente para as transparências. Fiz um pequeno vídeo mostrando como é a injeção de um kit. Veja abaixo.


 

Um departamento que funciona a todo vapor é o de processamento dos pedidos realizados na loja da EDUARD na internet, este departamento é responsável por separar, embalar e enviar os pedidos feitos através do site.

Toda a organização e o cuidado com a qualidade está presente por todos os lados da empresa, realmente fiquei impressionado e foi possível perceber que modelismo lá é levado muito a sério.

Essa é uma fábrica de kits e de sonhos, feitos de máquinas comuns a todos nós, porém utilizadas de forma talentosa e inteligente. O que na minha opinião torna a EDUARD uma grande empresa são as pessoas que fazem dela o que ela é, pois o talento não se fabrica em simples máquinas…

Gostaria de agradecer ao meu amigo Petr Kovář e aos senhores Karel Pádár e František Toman por dedicarem o seu tempo para nos acompanhar e mostrar as dependências da EDUARD. Foi uma excelente experiência e a realização de um sonho pessoal em conhecer uma empresa como esta.

Muito muito obrigado !!

É isso aí caro leitor, espero que tenham gostado desta matéria e até a próxima !

     

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

36 Thoughts to “Visitando a Fábrica da EDUARD na República Tcheca”

  1. Hilton

    Caro Lucas,

    Incrível, vc me despertou 2 pecados capitais ao mesmo tempo, INVEJA E COBIÇA. perco algumas horas procurando no google e cia como se faz um plasti., e vc foi pessoalmente ver o processo na fabrica !Não lhe conheço, mas só pelo fato de postar essa viagem nota-se que vc é uma grande pessoa.
    Parabéns messssmo pelo site e pela viagem. Vou virar fregues.

    Att

    Hilton

    1. Oi Hilton,

      Fico contente em saber que gostou da matéria, e que sua curiosidade foi sanada. Quanto a compartilhar, penso que qualquer conhecimento só é útil quando é compartilhado, e este é uma das finalidades do meu blog.

      Seja bem vindo ao Spruemaster espero que goste dos artigos 😀

      Um grande plastiabraço,

  2. wilson "shepard"

    Antes tarde do que nunca.. só queria registrar minha ” inveja boa” ao vê-lo ” dentro de um sonho”..

    Parabenzasso por mais esta reportagem…

    Shep

    1. Obrigado Wilson,

      Olha, realmente foi magnífica essa vista 😀

      Plastiabraço!

  3. Vinicius

    Lucas… queria poder estar nas nuvens como vc nestes dias!!
    Eu que faço desenho para estas máquinas gostaria de ser uma mosquinha no seu ombro, nesta viagem!
    Caramba, vc praticamente morre feliz depois desta turnê!!
    Parabéns pela matéria.

    Vinicius Roland

    1. Obrigado Vinicius,

      Olha essa viagem foi simplesmente fantástica !! ainda tenho um montão de coisas pra publicar aqui no Blog, realmente foi show de bola, e o que me deixa mais contente ainda
      é poder compartilhar isso tudo com os leitores do Blog.

      Sinceramente não há como dizer qual foi o melhor momento da viagem, pois todos eles foram assim, especiais…

      Um grande Plastiabraço !

  4. Ronaldo Magalhães

    Parabéns. Ótima matéria. É a primeira vez que vejo como é produzido um kit.

    1. Obrigado Ronaldo !

      Fico muito contente em saber que a matéria agradou

      Plastiabraço !

  5. ricardo pinto da rocha

    Parceiro: Muito obrigado pro dividir conosco esse momento de alegria. Adorei “ter viajado com você”.
    Abraço, Ricardo

    1. Obrigado pelas palavras Ricardo, e a finalidade do meu blog é justamente essa, dividir e compartilhar.

      Fique de olho aqui no blog que ainda tem muita coisa pra publicar sobre essa viagem.

      Plastiabraço !

  6. Tiger

    Nossa, fantástica essa visita!
    Parabéns pela iniciativa, nota 10!!!

    1. Olá Tiger.

      Obrigado pelos elogios e por visitar o meu blog.

      Plastiabraço,

  7. André Giroldo

    Cara, Fantáááááástico
    Também sempre tive essa curiosidade achei sua matéria muito boa PARABÉNS !!!
    Agora fala sério, que vontade de trabalhar em uma Fábrica dessas hein ????

    Abraço

    1. Valeu André !!

      Olha, realmente foi muito legal visitar a fábrica, e compartilhar isso tudo com vocês torna a experiência ainda mais emocionante.

      Olha, nem me fale, acho que esse é o sonho de muitos plastimodelistas 😀

      Plastiabraço !

  8. Silvio Lima

    Parabens Lucas:

    Cara ,maravilhosa esta metéria,que grande serviço informativo que vc nos presta,modelistas.
    eu nunca pensei que um dia veria a fabrica da Eduard.,muito bom mesmo parabens.
    Abraço.

    1. Muito Obrigado Silvio,

      Palavras como as suas me incentivam ainda mais a fazer o trabalho aqui com meu Blog, confesso que nem eu imaginava que isso um dia seria possível.

      Mas isso tudo é prova de que quando se faz o que gosta e com seriedade, as coisas acabam acontecendo de maneira natural.

      Espero poder trazer mais reportagens para vocês.

      Plastiabraço e obrigado poe visitar o Spruemaster.

  9. Claudio Moura

    Parabéns pela ótima matéria e a TUA emoção nas palavras e apresentação. ISSO faz a diferença no teu trabalho.

    Um grande abraço.
    Claudio Moura

    1. Obrigado Cláudio, confesso que em alguns momentos eu fiquei muito emocionado durante essa viagem, e não tenho vergonha de dizer que chorei em alguns lugares que visitei como por exemplo o memorial aos pilotos Tchecos que lutaram na Segunda Guerra Mundial que está dentro da Catedral da São Vito, uma vela permanentemente acesa e um livro com o nome de todos os pilotos… realmente é de arrepiar, não tive como não me emocionar….

      Visitar a EDUARD para mim foi um momento muito especial, e poder compartilhar uma parte disso com vocês leitores torna tudo isso ainda mais especial para mim

      Plastiabraço e obrigado por visitar o blog.

  10. Show Lucas!
    Parabéns pela excelente matéria.

    Osmarjun

  11. Lucas PIGMEU

    Sensacional xará… realmente é muito legal ver que não há mágica, e entender melhor todo o processo, acredito que isto faz com que nós valorizemos ainda mais os trabalhos bem feitos por empresas como a Eduard.
    E muito legal ver que o blog deste amigo está fazendo cada vez mais sucesso e com mais matérias, de qualidade superior!
    Meus parabéns! e obrigado por desvendar este mistério para nós modelistas, hehe

    Grande abraço

    1. Pois é xará, como você viu não tem duentes e nem mágica na fabricação de kits, somente um pessoal muito dedicado ao que faz 😀

      Fico muito contente em saber que o conteúdo do blog te agrada, pois trabalho diariamente para sempre melhorar.

      Tudo o que faço aqui é para os leitores, e poder compartilhar tudo isso para mim é a melhor parte.

      Plastiabraço,

  12. Marcelo Campos

    Impressionante. Deve ser emocionante ver como tudo começa.

    Parabéns Lucas pela matéria.

    Marcelo.

    PS: me passa o contato do Rh para envio do curriculo kkkk

    1. Se é Marcelo, para mim foi uma experiência daquelas que a gente leva pro resto da vida.

      Olha, já tem bastante candidato querendo trabalhar lá, inclusive eu ! hahahah

      Plastiabraço,

  13. Arnaldo Pereira

    Lucas.
    Parabéns pela excelente matéria.
    Grande abraço.

    1. Obrigado Arnaldo !

      Plastiabraço

  14. Marcelo

    Pra quem eu mando o currículo ?? Ô inveja de quem trabalha lá !

    1. Marcelo, com certeza esse é o sonho de muitos modelistas (inclusive o meu) 😀

      Plastiabraço !

  15. oswaldo antonelli

    A gente que só compra e monta os kits não tem a menor ideia de como são feitos. O Lucas com esse artigo botou um fim à curiosidade. Muito legal! E trabalhoso! Imagino o custo para se produzir tudo isso, pra gerar as matrizes, enfim, uma logística e tanto.

    Valeu ai, Lucas!

    Abraços.

    1. Sim, Oswaldo e esse foi sempre um sonho meu de ver como eles são fabricados.

      O que mais me espantou é que não tem “mágica”, são máquinas e processos que já conhecemos, o que muda é o talento das pessoas em usá-las, e isso o pessoal na EDUARD tem de sobra. A prova está na qualidade dos kits que melhora a cada lançamento.

      Obrigado por visitar e comentar.

      Plastiabraço !

  16. Vlamir 'FІЯЭFФЖ' Bueno

    Essa viagem de vocês nos ajuda a entender, cada dia mais, o hobby. Parabéns pela excelente matéria.

    1. Essa é a ideia principal quando idealizei o Spruemaster Vlamir, trazer para os plastimodelistas e leitores do blog um pouco mais de informação sobre o hobby.

      Fico muito contente em saber que o conteúdo tem agradado. fique de olho que ainda tem muita matéria por vir.

      Esta viagem vai render bons posts, pois tem mais visitas a outras fábricas e os museus 😀

      Plastiabraço e obrigado por visitar !

  17. Excelente matéria Lucas

    Você visitou a fábrica que mais me ajuda nas minhas montagens! [ i <3 eduard zoom color].

    Um grande abraço e obrigado por compartilhar do MELHOR do modelismo internacional.

    Posso dar uma sugestão pro ano que vem???

    Que tal visitar Shizuoka???[Tamiya & Hasegawa plants] XD

    Ralphy

    1. Obrigado Ralphy !!

      Fico contente que gostou da matéria 😀

      Plastiabraço !

  18. Carlos Pressinatte

    Estava esperando esse artigo com ansiedade e ele ficou melhor do que imaginava! Meus parabéns mais uma vez Lucas, você realizou o sonhor de vários plastimodelistas!

    Abraços

    1. Obrigado Pressinatte, fico contente que o artigo ficou de seu agrado, pois sempre tenho essa preocupação de agradar aos leitores.

      Com certeza foi a realização de um sonho, tem horas que eu nem acredito que pude ir até lá…. compartilhar isso com vocês me deixa duas vezes mais feliz.

      Plastiabraço !!

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.