Aviação Reviews 

Review: 1/32 Dornier Do 335 A-12 – Zoukei Mura #SWS12

A aeronave,

O Dornier Do 335 “pfeil” (flecha) foi uma aeronave de caça concebida no final da Segunda Guerra pela Alemanha nazista ganhando prontamente como a aeronave com motor a pistão mais veloz produzida pelos alemães durante a guerra, alcançando velocidades de até 765Km/h.

Sua configuração de dois motores no estilo “push-pull” e as linhas aerodinâmicas limpas concediam ao modelo além de velocidade grande manobrabilidade, mesmo sendo uma aeronave relativamente grande se comparado a outros caças como o P-51 Mustang e Me-109.

O modelo fez o seu primeiro voo em 26 de outubro de 1943 e atrasos na entrega do motor fizeram com que apenas 20 unidades estivessem operacionais no momento do final de guerra, no total 90 unidades foram construídas e acredita-se que nenhuma delas tenha entrado em combate. Embora existam relatos de pilotos terem avistado a aeronave. O ás Pierre Closterman disse ter visto um Do 335 voando a baixa altura e grande velocidade durante uma patrulha.

O Do 335 tinha umas peculiaridades bem interessantes como cargas explosivas no estabilizador vertical e na hélice traseira que serviam para remover estas partes para que não se chocassem com o piloto em caso de ejeção. O assento ejetável e o manche de comando eram os mesmos utilizados no He-219 UHU.

Algumas imagens de referência: 

Fonte: Rod´s War Birds 


A versão A-12 apresentada neste kit foi a versão de treinamento do Do 335, foram construídas duas unidades a de número 112 (serial: 230112) e a 121 (serial: 230121). Algumas outras versões foram levadas em consideração, as versões A seriam caça-bombardeiro, as versões B caças, entretanto algumas outras variantes como a A-1 que previa o uso de motores à reação também foi proposta e também a versão A-6 de caça noturno.

O assento dianteiro do A-12 possuía ejeção e era ocupado pelo aluno, o tanque de combustível central (da versão A-0) foi removido e substituído pelo segundo cockpit, sem assento ejetável, onde o instrutor ocuparia. O painel de instrumentos do instrutor era com os mínimos necessários para o voo.

Devido a adição do segundo canopy a fuselagem ficou bem diferente do modelo monoplace, e o modelo ganhou o apelido de tamanduá (em alemão: Ameisen-bär), devido a semelhança com o animal.

O pessoal da Zoukei Mura utilizou como base este projeto a aeronave presente no museu Smithsonian nos Estados Unidos. Todos os detalhes foram reproduzidos fielmente ao modelo real, entretanto algumas pequenas diferenças no modelo A-12 não puderam ser reproduzidas pois o material de referência para esta versão é raro e escasso.

 

O kit,

Difícil definir este kit, pois quando se abre a caixa e se vê os detalhes tão delicados e bem reproduzidos a vontade que dá é ir direto para a bancada e iniciar a montagem imediatamente. Este certamente é um daqueles projetos para se saborear a montagem a cada peça colada.

O kit é composto por nada menos que 265 peças, sendo divididas em 6 sprues transparentes e 7 sprues injetados em cinza. O que chama a atenção imediatamente é justamente a possibilidade de se montar a fuselagem, asas e estabilizadores totalmente transparentes, deixando à mostra todo o interior do modelo.

Nem é preciso falar muito quando o assunto é nível de detalhamento dos kits da Zoukei-Mura, eles são simplesmente fantásticos, e e uma escala grande como a 1/32 chega a ser absurdo em alguns momentos, como por exemplo os motores que tem os pistões em seu interior! Nunca havia visto nada igual em um kit.

O cokpit tem excelentes detalhes, e desta vez foi adicionado os cintos de segurança, algo que não existe em alguns kit da marca, como o Phantom na 1/48.

Basicamente todos os detalhes estão presentes no cockpit e os painéis de instrumentos podem ser montados de várias formas, pintando, usando decalques, usando um painel transparente com decalque por trás, ou usando os decalques em separado, a liberdade do modelista é total para escolher o que mais lhe agrada.

É importante notar que o kit vem dois manuais, o manual básico da versão A-0 e o manual com as partes que se deve acrescentar para a versão A-12, neste ponto é bom estudar todos os passos de montagem dos dois manuais antes de iniciar a montagem do modelo, mas basicamente deve-se pular o passo de instalação do tanque central e adicionar o segundo cockpit no local (manual A-12)

O motor é um dos grandes pontos deste kit, é fornecido um sprue para cada motor que tem 36 peças, o detalhamento é bom, e para aqueles que gostam de super detalhar é um prato cheio. O kit fornece, inclusive, um suporte para deixar o motor exposto caso o modelista decida deixá-lo fora do modelo. Neste caso não são fornecidos escapamentos adicionais para se colocar no kit, caso o motor fique do lado de fora.

O modelo é um tail sitter, ou seja vai ficar com o nariz para cima, no manual é indicado a adição de 50g de peso na parte frontal, porém recomenda-se a utilização do trem de pouso de metal devido ao aumento de peso. Uma outra solução é fazer uma base e colá-lo a ela. Achei poucos lugares disponíveis no modelo para se adicionar peso, porém creio que dentro do motor dianteiro, possa ser um bom lugar, e há algum espaço para isso lá.

Uma segunda alternativa para o problema do peso seria não colocar o segundo motor na parte traseira, para aliviar o peso.

As asas possuem ótimos detalhes como as nervuras, tanques de combustível, sistema hidráulico do trem de pouso e a possibilidade de se montar os flaps baixados, algo que sempre gosto de fazer em meus modelos. O porão de bombas também pode ser montado aberto, e tem bom detalhes em seu interior. Algo que me incomodou um pouco foi a peça D-11, que é a parte frontal do farol de pouso, ela deveria ser totalmente trasparente, e não translúcida como as partes dedicadas a fuselagem e asas. Creio que talvez seja necessário polir ou usar algum verniz para aumentar a transparência da peça. O mesmo vale para o painel de instrumentos transparente para se utilizar juntamente com os decalques e também algumas luzes de navegação.

Fotos do kit (127)

O trem de pouso é muito bem detalhado, exceto pelo fato que o cabos que levam o fluido do freio até as rodas não estão presentes, mas isso é facilmente resolvido com um pouco de scratch.

Todas as superfícies móveis podem ser montadas em qualquer posição, algo importantíssimo para modelos nesta escala. As tampas dos motores podem ser montadas abertas, assim como também o canopy. Outras tampas que podem ser montadas abertas são as de acesso ao municiamento do canhão.

Um das coisas que achei muito curiosas deste kit é o sistema de transmissão do motor traseiro, um cardan enorme ligava o motor até a uma caixa de transmissão e a hélice, que era de passo variável, simplesmente fantástico imaginar em uma engenharia tão complexa há quase 70 anos atrás.

O manual do kit tem 64 páginas (contando os dois), e assim como o da Horten (review aqui) cada passo da montagem é acompanhado de um texto que explica o funcionamento das peças que você está colando, ou seja, além de montar o kit, você ainda aprende como a aeronave funcionava, fala sério, é demais isso! Para fazer o download do manual clique aqui.

Os decalques são bem impressos e trazem todo o necessário para a montagem de um dos protótipos construídos da versão A-12, nesse caso o modelo 112. O manual omite a swastika, pois em alguns países sua reprodução é proibida, porém ela está presente nos decalques (recortada pelos mesmos motivos).Na Polônia, por exemplo, a simples exibição do símbolo pode dar até 8 anos de prisão. Colocar ela ou não em um kit é sempre razão para discussões intermináveis.

As indicações de pintura são para a marca Vallejo e o esquema de camuflagem é o padrão dos aviões alemães no final da guerra, RLM82, RLM81 e RLM65.

O kit ainda inclui máscaras para pintura dos canopies, obrigado Zoukei-Mura por adicionar isso ao kit! Mascaras os canopies são sempre um grande trabalho.

O maior desafio deste kit? Decidir como será montagem! pois com tantas opções fica difícil de fazer tudo eu mesmo acho que teria que montar uns 3 deles para fazer tudo o que gostaria. (risos)

Aftermarkets,

A Zoukei-Mura comercializa alguns aftermarkets para o modelo, são eles:

SWS12-M01 – Do 335 A-0/A-12 Interior Set

SWS10-F01 – Do 335 Forward Facing Pilot Figure

SWS10-F02 – Do 335 Pilot Figure

SWS10-M01 – Do 335 Metal Struts

SWS10-M02 – Do 335 Weighted Tires

SWS10-M03 – Do 335 Turned Metal Machine Gun and Pitot Tube Set

SWS10-M05 – Do 335 Bomb Set

SWS10-M06 – Do 335 Radiators Set

SWS10-C01 -Do 335 Color Set

 

Literatura de referência,

A Valiant Wings publishing tem um ótimo e definitivo livro sobre o Do 335, fiz o review dele aqui tempos atrás, e recentemente a Valiant lançou uma segunda edição deste mesmo livro revisada, com mais material de referência e já com a montagem deste kit da Zoukei Mura!

Para ver o review do livro, clique aqui.

 

 

Onde comprar,

Este kit pode ser comprado diretamente no site da Zoukei-Mura (USA ou Japão), o preço é em torno de 196 USD (cerca de 732 Reais – cotação outubro/2018) + frete. O kit estará disponível para compra a partir de 18 de Novembro 2018.

Meus mais sinceros agradecimentos ao pessoal da Zouke-Mura por gentilmente ceder este kit para review!

Muito Obrigado! – どうもありがとう

*****************

A publicação de qualquer imagem ou informação referente ao nazismo, fascismo ou outros quaisquer regimes totalitários deve ser entendida como reprodução do rigor histórico e não como apologia a estes regimes, aos seus líderes ou aos seus símbolos

Written by 

Editor do Blog SprueMaster

Posts Relacionados

6 Thoughts to “Review: 1/32 Dornier Do 335 A-12 – Zoukei Mura #SWS12”

  1. Paulo Castro

    Fantástico o Review. Parabéns

    1. Oi Paulo,

      Fico feliz que tenha gostado e dedicado um tempo para escrever aqui no Blog.

      Plastiabraços e obrigado!

      1. Roberto Carlos Chagas de Oliveira Penha

        Parabéns, Lucas.
        Acredito que este, de longe, foi o melhor review que eu analisei. Esta aeronave, juntamente com o Horten IX, talvez tenham sido as aeronaves que mais impressionaram aos oficiais americanos. Havia muitas outras aeronaves , muitas delas em diferentes fases de acabamento. Algumas apenas destroços, pois tiravam hélices, lemes ou ate mesmo queimavam, como aconteceu com a maior asa voadora feita pelos irmãos Horten. Acredito que se a guerra durasse mais um ano, o poderio aéreo da Luftwaffe seria invencível….
        Um grande abraço.

        1. Oi Roberto,

          Fico muito contente por ter deixado o seu comentário aqui e também por ter gostado do review.

          As informações que você postou estão corretíssimas.

          Um grande plastiabraço e boas montagens!

  2. Roberto Michelin

    Excelente review !
    Com informações históricas, link para baixar o manual, muitas fotos detalhadas este deve ser o review mais completo que já vi !
    Gostei particularmente do vídeo, que traz imagens que eram inéditas para mim !
    Obrigado e um abraço !

    1. Poxa muito obrigado Michelin!

      Fico contente pelos elogios.

      Plastiabraços!

Deixe seu comentário

Obrigado!! Seu comentário poderá ser aprovado antes da publicação.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.